Concurso público para a ETAR Faro-Olhão já foi lançado

.
.

O concurso público internacional para a construção da futura estação de tratamento de águas residuais dos concelhos de Faro e de Olhão (ETAR Faro-Olhão) foi publicado no Diário da República do dia 30 de janeiro. A obra deverá ser adjudicada durante o segundo semestre deste ano.

“Trata-se de um processo que, em caso de desenvolvimento de acordo com os padrões normais, a contratação poderá ocorrer durante o segundo semestre de 2015”, explicou Teresa Fernandes, porta-voz da empresa Águas do Algarve.

A nova infraestrutura custará 14,5 milhões de euros, mas “este valor poderá sofrer alterações, dado o elevado grau de complexidade desta obra e exigências ambientais”, frisou a mesma responsável, acrescentando que este investimento “contará, eventualmente, com o apoio de fundos comunitários”.

A futura ETAR Faro-Olhão irá situar-se no local da atual ETAR Faro Nascente, no concelho de Faro, freguesia da Sé, cerca de dois quilómetros a nascente da cidade de Faro, numa parcela do Sítio da Garganta, incluída na zona lagunar da Ria Formosa.

A nova infraestrutura assegurará o tratamento dos efluentes produzidos nos concelhos de Faro (União de Freguesias de Faro e União das Freguesias de Conceição e Estoi), São Brás de Alportel e Olhão (freguesias de Olhão, Pechão e Quelfes).

A conclusão da nova ETAR representará a desativação das atuais ETAR Faro Nascente e Olhão Poente, bem como a ligação do subsistema de saneamento de Olhão Poente à nova infraestrutura.

“As infraestruturas de tratamento existentes encontram-se subdimensionadas face às condições de afluência (qualitativa e quantitativa) atuais e assentam em sistemas de lagunagem, que se revelam desadequados face aos níveis de qualidade agora exigidos para o efluente tratado a descarregar no meio recetor”, recorda Teresa Fernandes.

Atualmente, a maioria das águas residuais geradas na cidade de Faro são tratadas na ETAR Faro Nascente, localizada a cerca de 2,5 quilómetros da capital algarvia e implantada em terreno pertencente ao concelho de Faro. A atual ETAR de Olhão Poente localiza-se a cerca de um quilómetro da cidade, no concelho de Olhão.

.

.

.

2Comentários

  • O povo Farense que se lembre que esta ETAR vai durar dezenas de anos POLUINDO o nosso concelho com a porcaria que o concelho de Olhão e os olhanenses assim como os de São Bras não querem!Estamos mais uma vez a ser enganados pelas aguas do algarve,fizeram todo o processo em secretismo absoluto para que ninguém dê opinião sobre o assunto.Relembro ainda que a ETAR poente perto do aeroporto,ao contrario dos primeiros dias,actualmente pouca coisa funciona porque a agua que é descarregada para a ria é igual á que entra na ETAR.Temos que nos revoltar,esta obra não pode avançar,não podemos deixar que uma coisa tão rum como esta avance,isto nem emprego cria,quem gere estas ETARs é a veolia,a veolia,assim como o ACT e outros organismos,vão buscar pessoas ao fundo de desemprego que na maioria nem algarvios são,pagam-lhes CEM EUROS POR MES,e o estado paga o resto,e,cada ETAR ,mesmo com estes emprega 3 pessoas no máximo!Como é que acham que o administrador da veolia no Algarve anda num BMW 750i,acham que é a trabalhar ou a roubar que se arranja carros destes?E ele nem português é,ele odeia portugueses,quem já falou com ele sabe bem disso.Não podem avançar,não podemos deixar!

  • É uma péssima noticia para Faro e para os Farenses.O povo farense não pode deixar que esta obra avance.Os de Olhão que façam uma ETAR para eles e os de São Bras que façam igual.Não podemos ser o lixo dos outros.Temos que organizar manifestações contra este abuso dos concelhos vizinhos.

Carregue aqui para comentar

pub

 

 

 

pub

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste