10 mortos nas estradas portuguesas em dois dias

Pelo menos 10 pessoas morreram em acidentes rodoviários entre sexta feira e domingo, segundo dados provisórios da Guarda Nacional Republicana (GNR), que contabilizou 733 acidentes naquele período.

No mesmo período, registaram-se ainda 24 feridos graves e 264 feridos ligeiros, tendo sido detidos 258 condutores e fiscalizadas 23121 pessoas, segundo os dados provisórios dispinibilizados no “site” da GNR.

Entre as 16:00 e as 24:00 de sexta feira e as 15:00 e as 23:00 de domingo, a GNR reforçou a sua ação de vigilância, numa operação designada “Viagem Segura”, num fim de semana em que se previa um aumento de tráfego em todo o país.

Segundo os dados provisórios no “site” da GNR, entre as 00:00 e as 24:00 de sexta feira, registaram-se 255 acidentes, que provocaram dois mortos e quatro feridos graves. Neste período foram fiscalizados 9050 condutores e detidos 61, dos quais 32 por álcool, 25 por falta de habilitação legal para conduzir e quatro por outros motivos.

A GNR multou ainda 1889 condutores, 617 dos quais por infrações graves.

A maior parte das infrações registadas (689) relaciona-se com o excesso de velocidade, seguindo-se as que se relacionam com o uso incorreto, ou a não utilização, de cintos de segurança e sistemas de retenção, com 148 casos.

No mesmo período de sábado, a GNR contabilizou 254 acidentes, dos quais resultaram dois mortos e nove feridos graves.

Durante essas 24 horas, a GNR fiscalizou 5098 condutores e deteve 85, dos quais 58 por álcool, 22 por falta de habilitação legal para conduzir e cinco por outros motivos.

Foram multados 1279 condutores, dos quais 527 por infrações graves, sendo novamente o excesso de velocidade e a má utilização dos sistemas de retenção as infrações mais registadas, com, respetivamente, 467 e 69 casos.

Já no domingo, entre as 00:00 e as 24:00, o número de acidentes foi de 224, tendo causado a morte a seis pessoas e deixado 11 gravemente feridas.

A GNR fiscalizou, no domingo, 8973 condutores e deteve 112, dos quais 81 por álcool, 20 por falta de habilitação legal para conduzir e 11 por outros motivos.

O excesso de velocidade foi verificado em 663 casos e a má utilização dos cintos de segurança em 100 casos, tendo sido multados um total de 1507 condutores.

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste