16 anos e meio de prisão para sequestrador de Lagos

.

O Tribunal de Portimão condenou ontem a 16 anos e meio de prisão o homem que sequestrou três pessoas, tendo ainda ferido com um tiro de caçadeira um polícia na cabeça sem gravidade. Tudo aconteceu em outubro de 2015, na Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Lagos.

De acordo com a informação publicada na página da internet da Procuradoria da Comarca de Faro, o homem foi condenado “pelos crimes de homicídio qualificado tentado, sequestro agravado e detenção de arma proibida, pelos factos ocorridos em outubro de 2015 nas instalações da comissão, e ainda pelos crimes de violência doméstica e de violação cometidos contra a companheira ao longo de vários anos”.

António Duarte, desempregado, de 40 anos, armado com uma caçadeira de canos serrados, uma pistola e um punhal de mato, barricou-se nas instalações da CPCJ durante oito horas, mantendo três pessoas reféns. O homem exigia ver os filhos, que lhe foram retirados no âmbito de um processo de violência doméstica.

Os reféns, uma psicóloga e um professor, ambos funcionários da CPCJ, e um militar da Guarda Nacional Republicana saíram ilesos.

JA

- Publicidade-spot_img

Deixe um comentário

- Publicidade-spot_imgspot_img

+ Populares

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -santos-populares-portimao

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste