CULTURA

Bezaranha leva cutura a todo o Algarve na 2ª quinzena de agosto

bezaranha
Bezaranha integra mais de 200 iniciativas (cartaz)

Os “Ventos que vêm por bem” – projeto cultural que reúne a AMAL, os 16 municípios algarvios e a Direção Regional da Cultura – prometem continuar a estimular a oferta cultural do Algarve, “depois do sucesso das ações anteriores”, assinalou o Turismo do Algarve.

Com várias oficinas e exposições de arte, concertos, caminhadas culturais e muito mais, o Bezaranha “não abranda e, na segunda metade de agosto, proporciona experiências culturais diversificados aos algarvios e a todos aqueles que, por esses dias, visitam o sul do país”, enuncia o organismo.

A 19 de agosto, o Forte do Beliche, em Sagres, acolhe a exposição de artes plásticas “Criações do Vento”, que integra obras de oito artistas residentes em Vila do Bispo e é inspirada na relação emocional que une os seus criadores a este território e às suas gentes. O projeto multidisciplinar “Eis o Algarve”, uma fusão de música, dança e multimédia, também passa pelo Forte no dia 28 e, antes disso, no dia 21, está em destaque na Ilha da Culatra.

A Biblioteca Municipal de Olhão vai acolher duas Oficinas de Arte. Uma delas com Dário Silva, sob o tema “O Grafite” e a outra com Andreia Arrais, onde é dada formação sobre as “Técnicas de Cor – Utilização do Lápis de Cor”. As artes visuais têm lugar nos dias 16 e 23 de agosto.

Em Vila Real de Santo António, o Centro Cultural António Aleixo é palco de duas iniciativas do Guadiana Jazz. O primeiro espetáculo, dia 22, é All About Jazzy e o segundo, dia 29, tem os Leon Meersalz como protagonistas. Vila Real de Santo António é também palco, no dia 28 de agosto, do Final do dia na Safra Sal – caminhada cultural pelas salinas.

A sétima arte não é esquecida e, depois do sucesso das últimas edições, o Cinema na Rua marca agora presença em Cacela Velha, no dia 27 agosto, com o documentário Honeyland – A Terra do Mel, de Tamara Kotevska.

O Geo Palcos regressa a Paderne no dia 28 de agosto, agora pelas vozes de Paulo Fernandes e Cristina Chaves, com o foco no reportório da poesia popular local, conjugado com linguagens musicais do fado e pop-rock.

De acordo com a RTA, quem quiser saber mais sobre estas e outras iniciativas, pode acompanhar o “vendaval cultural” em www.bezaranha.pt ou na página do FB do projeto e assim ficar a par de tudo o que está ou vai acontecer.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste