48 feridos nos confrontos frente ao Parlamento

.

Pelo menos 48 pessoas foram feridas nos confrontos frente ao Parlamento, segundo o balanço provisório da PSP. Os últimos a serem detidos já se encontravam no Cais do Sodré. Alguns feridos estão em S. José. O ministro da Administração Interna já se pronunciou

.

A PSP diz que os confrontos entre as forças de segurança e os manifestantes frente à Assembleia da República resultaram em 48 feridos e sete detenções pelo crime de desobediência. Desse total, cinco pessoas foram detidas junto à AR e outras duas nas imediações. Dos 48 feridos ligeiros, 21 são elementos da PSP e 27 são manifestantes. De entre os feridos, dois elementos da PSP e 17 manifestantes necessitaram de tratamento hospitalar.

O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, garantiu que os confrontos resgistados, ao fim da tarde, frente à Assembleia da República, nada tiveram que ver com a manifestação da CGTP, neste dia de greve geral.

“Os confrontos registados ficaram a dever-se ao comportamento de meia dúzia de profissionais da desordem”, declarou Miguel Macedo.

O ministro elogiou ainda a atuação da Polícia de Segurança Pública.

“Deixo uma palavra de saudação às forças de segurança pelo profissionalismo e seriedade que revelaram quando se tornou inevitável intervir”, concluiu.

Por volta das 20h30 mais de uma dezena de feridos, entre os quais um polícia, aguardavam tratamento no banco de urgência do Hospital de S. José.

(Rede Expresso)

pub

 

 

pub

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste