A. CASTELO BRANCO

LP
LPhttps://www.jornaldoalgarve.pt
Colaboradora. Designer.

 Quartel da Atalaia: Onde a cultura impera

Integrado nas comemorações dos 363 anos do Regimento de Infantaria 1, fui de Coimbra até Tavira, para apresentar uma biografia do nosso pintor Mário Silva, da autoria de Licínia Girão. Não imaginava, porém, ir encontrar, no decurso das aludidas comemorações, um tão vasto e diversificado programa, para mais com uma componente cultural tão rica e ape-lativa: rica perante o ciclo de conferências que tiveram por tema “O Algarve e a 1.ª República” e que aconteceram tal como o lançamento de livros na biblioteca municipal, rica face ao Encontro de Arte Contemporânea Algarve – Andaluzia, que incluía o Dia da Arte Livre, desta vez intramuros do Quartel da Atalaia – edificação Pombalina que em Maio festejou 215 anos – onde perto de meia centena de artistas participaram nos trabalhos de pintura ao vivo e nas pluri-facetadas exposições que ainda ali podem ser visitadas.


E foi também aqui, num palco providenciado para o efeito, que a componente popular igualmente teve acento, ao ser apresentada música coral, folclore, danças de salão e fado. E nem o artesanato regional onde pontuava a famosa cestaria, os bordados e doçaria tradicional, como o mel e as ervas aromáticas ali faltaram, a par das tasqui-nhas com os seus deliciosos refrescos e licores. A parte apelativa está pois aqui, nesta simbiose de ofertas à população da cidade, que é convidada a participar e a conviver com a instituição militar que lhe abre a porta de armas e lhe franqueia o dito quartel. E o resultado ali está: um convívio salutar, uma aproximação outrora inimaginável, um virar de opinião e de mentalidades, um aproveitamento das potencialidades face a uma boa gestão e racionalização dos meios disponíveis.


E as comemorações vão continuar até ao fim do mês, com a mesma vastidão de programa e alguma espe-cificidade, como não podia deixar de ser, no que diz respeito à estrutura militar.


Não fazia ideia que era assim, nem que era possível ser assim. E regressei enlevado pelo que me foi dado ver e observar, e particularmente agradecido àquela instituição pela defesa que mantém em prol da nossa cultura.


De novo em Coimbra, que me seja permitido enviar daqui os parabéns e felicitar neste aniversário o Regimento de Infantaria N.º 1, na pessoa do seu comandante Senhor Coronel Nuno Pereira da Silva, a quem envio muito saudar e bem assim a todos quantos estão a contribuir neste virar de página, para manter viva a nossa identidade.


Bem-hajam.

Artigo anteriorJOÃO LEAL
Próximo artigoNUNO MIGUEL HENRIQUES

Deixe um comentário

Relacionadas

+ Exclusivos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

JA_NEWSLETTER

JORNALISMO DE CAUSAS AO SERVIÇO DA REGIÃO.SIGA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Tamanho da Fonte
Contraste