ALGARVE CULTURA ENTREVISTA ÚLTIMAS

“Ainda não incorporámos o estado democrático por inteiro”

.
.

Com mais de vinte prémios literários conquistados em Portugal e no estrangeiro, o último dos quais o Prémio Vergílio Ferreira 2015, a escritora nascida em Boliqueime, em 1946, continua a afirmar-se como uma das maiores e mais respeitadas autoras do seu tempo. Em entrevista ao JA, Lídia Jorge fala dos temas atuais que mais a preocupam no país e no mundo. E diz que “a alma dos portugueses continua a mesma”, ou seja, com “muita força no sonhar” e “muita debilidade no agir”…

(Entrevista completa na última edição do JA – dia 5 de fevereiro)

NC/JA

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste