A UAlg propôs criação da faculdade de medicina e Loulé aplaudiu

No dia 20 de setembro, sexta-feira, foi aprovada a criação da Faculdade de Medicina do Algarve, por despacho do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Devido a esta iniciativa, a câmara de Loulé, parceiro estratégico da Universidade do Algarve, apresentou publicamente um cumprimento à UAlg pela decisão do seu Conselho Geral em propor a criação da Faculdade de Medicina.

Uma decisão que provém da reunião realizada no dia 11 de setembro, onde se propôs que a Faculdade de Medicina da Universidade do Algarve substituísse o Departamento de Ciências Biomédicas, ampliando a gama da UAlg em termos de oferta educativa e formativa, com novos cursos, onde se destacará, a licenciatura em Medicina.

De acordo com a Autarquia de Loulé “trata-se de uma iniciativa há muito
aguardada por todos os algarvios e que constituirá, seguramente, uma mais-valia
pelos significativos benefícios que terá nos diversos setores – economia,
sobretudo no que toca à atividade turística, ensino, investigação, saúde, entre
outros – constituindo um passo significativo em termos da atração de mais
estudantes e docentes à região. 

Para os responsáveis da Câmara Municipal de Loulé, na base desta decisão histórica e de grande alcance para toda a região estão, entre outras iniciativas, as várias ações em curso no âmbito do projeto ABC – Loulé Active Life Health & Research, uma parceria cimentada em 2018 entre a Câmara Municipal de Loulé e o Algarve Biomedical Center e que aposta na inovação, em prol da ciência, e visa resolver várias lacunas existentes relacionadas com a investigação, proporcionando melhores cuidados de saúde a residentes e visitantes” afiançou a câmara de Loulé.

«O conjunto de equipamentos e serviços que o ABC irá disponibilizar e a futura Faculdade de Medicina serão fatores decisivos para a afirmação de um “ecossistema de saúde regional”», declarou a autarquia.

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste