MUNDO

Agência católica de adoção perde recurso contra homossexuais

Uma agência católica de adoção perdeu um recurso no Reino Unido em que contestava a lei que proíbe a discriminação de homossexuais, anunciou hoje a entidade que fiscaliza o trabalho das instituições sociais.

A agência Catholic Care, localizada na cidade de Leeds, pretendia ficar isenta da lei britânica, de modo a poder acatar os ensinamentos da igreja católica, que se opõe à adoção por casais gay.

Segundo a Charity Commission, regulador britânico das instituições sociais, os homossexuais podem ser pais e as opiniões baseadas na religião não justificam a sua discriminação.

A Catholic Care, que há mais de um século se dedica à adoção de crianças, é uma das 12 agências católicas britânicas que estão obrigadas a mudar de política em relação aos homossexuais, desde que em 2007 o Parlamento aprovou uma nova lei de igualdade que proíbe a discriminação de homossexuais.

Algumas das agências fecharam enquanto outras optaram por se desvincular da igreja católica para poderem continuar a exercer o seu trabalho.

Contudo, a Catholic Care insiste em seguir a doutrina católica e a excluir do acesso à adoção os casais de pessoas do mesmo sexo.

AL/JA

Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: