joao fernandes albufeira summit
João Fernandes
ECONOMIA

Albufeira 21 Summit: Turismo vai continuar a ser “galinha dos ovos de ouro”

O presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA), João Fernandes, que participou no segundo dia de “Albufeira 21 Summit”, revela que o turismo na região vai continuar a ser a “galinha dos ovos de ouro”, anunciou a autarquia

“Há espaço para o Turismo crescer em Albufeira e ninguém duvide de que se foi a galinha dos ovos de ouro que nos tirou de uma crise anterior, será também o que nos vai tirar desta”, destacou. 

Após um discurso de abertura do segundo dia de evento feito pelo presidente da Câmara Municipal de Albufeira, José Carlos Rolo, foi a vez de João Fernandes apresentar diversos dados sobre o setor do turismo. 

Segundo o responsável, o Algarve registou em 2019 cerca de 20,9 milhões de dormidas, 29.8% do total nacional, representando 35,6% do número de camas no País em empreendimentos turísticos, com uma estada média de 4 a 6 noites. 

João Fernandes acrescentou ainda que os proveitos totais do mesmo ano foram de 909,6 milhões de euros. 

Em relação à economia regional, segundo o presidente da RTA, o turismo significa 61% e tem agora três caminhos a percorrer: controlar a pandemia, ajudar as empresas e trabalhadores e retomar as ligações áreas, além de promover o destino. 

A retoma, considera que deverá acontecer “na melhor das hipóteses, só em 2023”, referindo que há necessidade de antecipar a contratualização com as principais companhias aéreas para o Algarve, estabelecer uma nova base da Easyjet e negociar com a administração da TAP e o Ministério da Administração Interna o reforço das ligações aéreas Faro-Lisboa, além das ligações ponto-a-ponto de Faro com cidades europeias. 

No entanto, considera ainda que existe risco de novas vagas de covid-19 antes do verão e o risco associado a novas estirpes, bem como o desemprego e falências. 

De seguida, o evento conduziu para uma primeira mesa redonda moderada pelo Chefe de Gabinete do presidente da Câmara Municipal de Albufeira, Délio Pescada, com a participação do vereador da autarquia, Ricardo Clemente, do diretor dos Apartamentos do Parque, Vítor Vieira e do diretor do Hotel Rocamar, João Guerreiro. 

“As perspetivas são positivas a partir da segunda quinzena de maio e junho, dependendo da decisão do Reino Unido em integrar o Algarve em Zona Verde a partir de 17 de maio”, defende João Guerreiro, acrescentando a necessidade de ser criada uma escola de hotelaria no concelho. 

O Jornal do Algarve é parceiro oficial deste evento.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste