ALGARVE

Albufeira está a aumentar eficiência energética e reduzir emissões de CO2

O Município de Albufeira está a aumentar a eficiência energética e reduzir as emissões de CO2 no concelho, entre as quais a instalação de sistemas solares fotovoltaicos em vários edifícios municipais, escolas e equipamentos desportivos, anunciou o município.

Os investimentos passam também pelo reforço da frota municipal com veículos elétricos e instalação dos respetivos postos de carregamento de acesso público, bem como a substituição da iluminação pública e de diversos equipamentos por tecnologia LED, acrescentou a autarquia, que prevê também dotar a rede de transportes públicos do concelho (GIRO) de autocarros movidos a energia não poluente”, o que ainda não é possível.

“A eficiência energética e a sustentabilidade ambiental são um investimento no futuro e o Município de Albufeira está bem ciente da sua importância”, afirma o presidente da Câmara Municipal de Albufeira, citado em comunicado.

Durante o mês de novembro, a autarquia procedeu à ligação de um conjunto de painéis fotovoltaicos, instalados no parque de estacionamento do edifício municipal de Vale Pedras. O sistema faz parte de um conjunto mais alargado de investimentos que têm por objetivo melhorar a eficiência energética do concelho, através de “uma aposta clara em tecnologia limpa que permite diminuir o consumo de energia elétrica e consequentemente da nossa pegada ecológica, com a redução substancial da produção de CO2″, refere José Carlos Rolo, que destaca, também, como grande vantagem a poupança anual nos custos de energia elétrica.

Inauguração de posto fotovoltaico

Trata-se de uma instalação de sombreamento para viaturas, com cobertura de 312 painéis solares fotovoltaicos destinados à produção de energia para autoconsumo, que irá permitir o abastecimento do Edifício Administrativo de Vale Vedras, Oficinas Municipais, Canil, bem como as restantes instalações do complexo de edifícios existentes junto aos armazéns municipais.

O sistema, com um custo total superior a 150 mil euros, tem uma potência instalada de 103KWpico e uma produção média estimada de 500kWh/dia (total), 180MW ano. Refira-se que com a instalação destes painéis o Município irá conseguir uma poupança média mensal de 1.500 euros – aproximadamente 50 a 70% do valor total da fatura – o que representa um ganho anual de 18 mil euros. Em termos de impacto ambiental irão ser produzidas menos 42 Toneladas de CO2.

Os edifícios da escola EB1 e Jardim de Infância de Vale Pedras, bem como a EB1 dos Olhos de Água também já estão dotadas com sistemas fotovoltaicos para autoconsumo. Os três equipamentos instalados, no valor aproximado de 60 mil euros, são constituídos por um conjunto de 40 painéis de 300Wpico, uma produção média estimada de 50kW/dia (total) e uma produção anual estimada de 18MW. Em termos económicos, irão permitir uma poupança

média mensal de 200 euros – aproximadamente 40 a 60% do valor total da fatura. Em termos de impacto ambiental permite a redução de 5 Toneladas de Co2.

As Piscinas Municipais também já estão equipadas com um sistema fotovoltaico instalado na cobertura para autoconsumo. Trata-se de 200 painéis de 335Wpico, que irão permitir uma produção média estimada de 400KkWh/dia (total) – 150MW anual, uma poupança média mensal de 1.400 euros (aproximadamente 30 a 40% do valor total da fatura) e uma redução de CO2 de 45 toneladas. O investimento é de aproximadamente 100 mil euros.

Frota de viaturas municipais elétricas

Em 2020, para além da instalação dos referidos sistemas fotovoltaicos, todas as escolas do concelho viram ser substituídas as lâmpadas fluorescentes por novas lâmpadas de tecnologia LED. No total, foram instaladas cerca de 5 mil lâmpadas LED, um investimento total na ordem dos 15 mil euros, que permite a redução do consumo energético em aproximadamente 60%.

A nível de equipamentos desportivos, nas Piscinas Municipais a iluminação da Nave principal foi totalmente substituída por tecnologia LED. O trabalho, que foi integralmente executado por técnicos da autarquia, com um custo total no valor de 46.789,12 euros, permite uma poupança energética de 40% no valor da fatura, com melhorias significativas dos níveis de iluminação. Também no Estádio da Nora, em Ferreiras, foi feita a substituição da iluminação total do relvado por tecnologia LED. A empreitada, com um valor previsto de aproximadamente 74 mil euros, irá permitir uma redução dos custos de consumo energético, na ordem dos 50%, com um impacto ambiental a nível da redução de CO2 de cerca de 7 toneladas.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste