COVID-19

Albufeira: Município critica método de contagem que “inflacionou” casos

coronavírus
coronavírus

O Município de Albufeira mostrou-se convicto esta segunda-feira de que o elevado número de casos que se vinha a registar no concelho, segundo a DGS, não corresponde à realidade, o que, segundo o município, acabou por ser reconhecido, depois de ter pedido a reapreciação dos dados.

“Finalmente viu a sua pretensão atendida, no entanto, considera que, mesmo assim, o número de casos ativos ainda é muito elevado, tendo em consideração o número de casos diários e os recuperados”, sublinha a autarquia.

“Consciente da importância da divulgação dos casos de Covid-19 no concelho”, o Município de Albufeira recorda que tem vindo a publicar diariamente os dados oficiais enviados pela ARS – Administração Regional de Saúde do Algarve nas redes sociais da autarquia.

Recorda que na passada quinta-feira, dia 9 de setembro, se verificou uma descida abrupta dos casos ativos em relação ao dia anterior, os quais passaram de 1125 para 576, “o que suscitou a perplexidade de muitas pessoas”, tendência “que se tem mantido ao longo dos dias subsequentes, prende-se com a descida acentuada dos casos ativos e dos recuperados”.

“O Município de Albufeira tem a forte convicção de que o elevado número de casos ativos que tem vindo a ser divulgado relativamente ao concelho não está correto, pelo que solicitou, desde o início, à ARS que analisasse os dados, o que resultou na descida de casos ativos para aproximadamente metade dos valores anunciados no dia 9 de setembro”, afirma.

No entanto, apesar da correção efetuada, o Município considera que os números ainda são demasiado elevados, porque os valores “não estão a ser calculados de acordo com a norma 004 atualizada pela DGS – Direção Geral de Saúde, segundo a qual os casos ativos devem ser considerados durante um período de 10 dias após o diagnóstico, a não ser que se mantenham sintomas persistentes, o que acontece numa percentagem relativamente reduzida”, sustenta a autarquia de Albufeira.

Refira-se que o Município de Albufeira solicitou, por várias vezes, a reapreciação dos dados enviados pela ARS, pretensão que finalmente foi considerada, mas que a autarquia considera que ainda não reflete a situação do concelho.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste