Alcoutim: PCP considera que transferência do posto de Correios “não serve a população”

.

A administração dos CTT encerrou o posto de Correios de Alcoutim e transferiu o seu funcionamento para a autarquia. Para o PCP, esta decisão “não serve os interesses das populações de Alcoutim”, afirma aquela força partidária, em comunicado.

Os comunistas consideram que a decisão dos CTT visa “aprofundar a degradação dos serviços públicos num território que tem vindo a ser abandonado por sucessivos governos” e consideram que “a transferência de uma parte dos serviços para instalações da autarquia, não só não resolve o problema entretanto criado, como não dá nenhuma garantia à sua existência no futuro”.

“A administração dos CTT só está interessada em obter lucros com os grandes negócios e com os grandes centros de distribuição postal, deixando ao abandono as populações do interior algarvio ou transferindo essas mesmas competências para cima das autarquias”, acrescentam.

O PCP lamenta ainda que a Câmara Municipal de Alcoutim “em vez de ter informado e mobilizado as populações para defenderem o Posto dos Correios, preferiu aceitar mais este encargo, sem que seja sua competência e sem que tenha os meios que garantam um serviço de qualidade”.

“Perante a degradação do Serviço Postal por todo o País – atrasos na chegada do correio, despedimento de trabalhadores, venda de património – que contrasta com os lucros dos novos donos dos CTT, o Governo PS opta pelo silêncio e age de modo a não incomodar os accionistas desta grande empresa”, conclui o PCP.

Advertisements

pub

 

Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste