Algarve é referência europeia para envelhecimento ativo e saudável

Considerada por muitos a melhor região do mundo para viver a reforma, o Algarve acaba de ser considerado pela Comissão Europeia como um “Centro de Referência para o Envelhecimento Ativo e Saudável”. A distinção tem lugar esta quarta-feira, dia 25 de setembro, numa cerimónia que decorre em Aarhus, na Dinamarca, onde serão reconhecidos os Centros de Referência da Europa para o Envelhecimento Ativo e Saudável.

O reconhecimento atribuído ao Algarve resulta do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido por várias entidades, com destaque para o Centro Académico de Investigação e Formação do Algarve (ABC –Algarve Biomedical Center), em parceria com a Câmara Municipal de Loulé, numa estratégia conjunta de colocar a investigação ao serviço da comunidade.

Ainda na passada semana, o ABC, a autarquia de Loulé e o Ministério da Saúde apresentaram um projeto pioneiro em Portugal que visa formar e apoiar os cidadãos, designadamente os mais idosos, para saberem utilizar os serviços de saúde online, como marcação de consultas, pedidos de receitas eletrónicas ou pedidos de documentos.

Este projeto começou em Loulé, mas irá estender-se a todo o Algarve em 2020, prevendo-se que no último trimestre do próximo ano possa estar a ser implementado no resto do país.

O objetivo do ABC é combater a iliteracia em saúde, melhorando o acesso à informação, designadamente de populações mais vulneráveis, quer pela idade quer pelo isolamento geográfico.

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste