Algarve fustigado por catástrofes naturais e sociais

.

O ano que acaba de terminar vai ficar marcado na região como o ano das catástrofes sociais – escalada dos despedimentos e falências e agravamento das situações de pobreza e miséria –, bem como pelo primeiro ano de cobrança de portagens na Via do Infante. Mas 2012 será também recordado pelas catástrofes naturais que assolaram a região. Em julho, foram os incêndios que lavraram cerca de 27 mil hectares em Tavira e São Brás de Alportel, enquanto a 16 de novembro foi um tornado com ventos superiores a 260 quilómetros por hora que varreu os municípios de Lagoa e Silves…

(Toda a informação na próxima edição em papel do JA – 3 de janeiro)

Deixe um comentário

- Publicidade-spot_img

+ Populares

- Publicidade -festa-da-espiga

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste