Algarve tem o maior índice de reciclagem por habitante

A empresa responsável pela valorização e tratamento dos resíduos sólidos produzidos nos 16 municípios algarvios revelou, na semana passada, que recolheu o total de 39.543 toneladas de resíduos provenientes da atividade da recolha seletiva em 2018.

“Este excelente resultado é uma referência em termos nacionais, pois indica a separação/deposição das embalagens recicláveis pela população nos ecopontos com uma capitação de 89,9 quilos/habitantes ano”, salienta a Algar.

Em 2018, a empresa atingiu no último quadrimestre o valor de 12.977 toneladas de material recolhido, o que representa um crescimento exponencial de 12%, correspondente a um aumento de 1.353 toneladas face ao mesmo período do ano transato.

A Algar frisa que este desempenho reflete o investimento realizado em 2018, que atingiu os 1,4 milhões de euros, na aquisição e instalação de 781 novos ecopontos, distribuídos pelos 16 concelhos do Algarve.

“A colocação dos novos equipamentos já está a dar frutos, pois permitiu um crescimento de 7.827m3 na capacidade de deposição, o correspondente a um aumento de cerca de 30% no número de contentores disponibilizados à população algarvia”, acentua a empresa, salientando que, atualmente, os 16 municípios algarvios podem contar com uma rede de cerca de 3.500 ecopontos, o que se traduz no rácio de um ecoponto por cada 126 habitantes.

Advertisements
Tags
Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste