Algarvio Rui Coimbra campeão mundial de futebol de praia

O algarvio, natural de Quarteira, Rui Coimbra, jogador do Sporting e da Seleção Nacional, sagrou-se este domingo, pela segunda vez, campeão do mundo de futebol de praia, depois da equipa das quinas ter derrotado, de forma brilhante, a Itália, por 6-4, na final, disputada no Paraguai.
Com este título, Portugal que já tinha vencido em 2001 e em 2015, torna-se tricampeão mundial.
A Seleção nacional iniciou a partida mais uma vez de forma personalizada e com os olhos na baliza adversária. Apesar das diversas tentativas portuguesas foi a formação italiana que chegou à vantagem, por Zulo, à passagem dos cinco minutos. A exibição da equipa das Quinas não mudou e a resposta chegou dois minutos mais tarde por Léo Martins.
No segundo tempo o jogo português subiu de qualidade e consequentemente os golos aparecerem. A reviravolta chegou pelo Melhor do Mundo: Jordan pois claro. Pouco tempo depois, André Lourenço fez o 3-1 e colocou o marcador a coincidir com a exibição. A equipa das Quinas estava muito bem no encontro mas nesta modalidade dois golos de diferença não quer dizer que o resultado está feito.
O quarto golo português chegou, mais uma vez, por Jordan e o quinto por Léo Martins. Pelo meio dos golos portugueses, Elinton Andrade defendeu uma grande penalidade. Aos 30 minutos a Itália reduziu, por Ramacciotti e Joseph, para 5-3. O título estava próximo de ser real mas os dois golos italianos obrigaram a encarar os últimos momentos com mais cautela. A um minuto do fim as dúvidas foram desfeitas com o terceiro golo, na partida, de Jordan. Muito dificilmente este Mundial FIFA escapava à equipa das Quinas mas ainda houve tempo para Ramacciotti fechar o marcador em 6-4.
Com este título, Portugal fecha o ano com chave de ouro. Em termos individuais, Elinton Andrade foi eleito o Melhor Guarda Redes. Como Melhor Jogador o prémio foi para Ozu (Japão) e o italiano Gori foi consagrado o Melhor Marcador.

Foto: FIFA Beach Soccer World Cup

ITÁLIA 4-6 PORTUGAL
Cinco inicial: Elinton Andrade, Rui Coimbra, Jordan Santos, Bê Martins e Léo Martins.
Suplentes: Tiago Petrony, André Lourenço, Bruno Torres, Rúben Brilhante, Madjer (Capitão), João Gonçalves “Von” e Belchior.
Treinador: Mário Narciso.
Golos: 1º período Léo Martins (7); 2º período; Jordan (17) e André Lourenço (17), 3º período Jordan (25), Léo Martins (27) e Jordan (34)

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste