Alunos das escolas de Castro Marim estão a aprender a ser tolerantes

As escolas do Agrupamento de Castro Marim estão a realizar várias ações visando a sensibilização da comunidade escolar para a temática da Tolerância, com a elaboração de vários materiais escolares alusivos e a realização de um festival internacional, que terá lugar no próximo ano letivo.

Desdobráveis informativos, marcadores de livros e ainda um painel, em folha de papel de cenário, que se encontra numa parede da Escola, onde os alunos podem colocar o seu conceito de tolerância e a sua opinião sobre o assunto, são alguns dos materiais ao serviço deste tema.

Existe também o “Cantinho da Tolerância” na entrada da Escola sede do Agrupamento, onde podemos observar um quadro com exposições de trabalhos realizados pelos alunos, que muda semanalmente, com informações sobre a Tolerância. Este apresenta notícias, esclarecimentos, curiosidades, ilustrações sobre a forma como cada um vê esta matéria e ainda alguns conselhos sobre “Como ser Tolerante”.

Este assunto tem sido tratado nas várias disciplinas, das mais diversas formas e expressões, estando já previsto o Festival da Tolerância, no Agrupamento de Escolas de Castro Marim, no próximo ano letivo, com a presença dos vários países participantes.

O Agrupamento de Escolas de Castro Marim abraçou um Projeto Internacional de Erasmus +, cujo tema é a Tolerância, do qual fazem parte também a Turquia, a Lituânia, a Roménia e a Grécia, tendo como objetivo incutir nos jovens “valores voltados para a pluralidade e para o respeito das

diversidades e contribuir para a formação de cidadãos lúcidos, preparando-os para a aceitação de ideias divergentes das suas e para atuarem como cidadãos de um mundo cada vez mais multifacetado”.

“A educação, naturalmente, começa em casa, contudo, a escola é o primeiro ambiente no qual temos convivência social. Ela é importante, não apenas para o ensino das matérias das várias disciplinas, como também para a obtenção de noções básicas sobre diplomacia e respeito ao próximo”, justifica aquele Agrupamento, em nota de Imprensa.

Para os professores responsáveis, “ensinar a tolerância torna-se crucial e a Escola tem um papel fundamental no sentido de ajudar a construir uma cidadania mais tolerante, aberta às diferenças, pois não existe ensino de conteúdos sem transmissão de valores”.

João Prudêncio

João Prudêncio

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

Tamanho da Fonte
Contraste