Artistas juntos pelas vítimas do tornado

.

Paulo Gonzo, João Pedro Pais, André Sardet, Viviane, Anjos, Tim, David Carreira e Emanuel são alguns dos artistas que decidiram unir-se num concerto para ajudar as dezenas de pessoas afetadas pela passagem do tornado, que há dois meses atingiu os concelhos de Silves e Lagoa

O espetáculo de solidariedade vai decorrer no Centro de Congressos do Arade (Pavilhão do Arade), no Parchal, concelho de Lagoa. O concerto está marcado para o próximo dia 26 de janeiro, às 21h30, sendo que já está confirmada a presença de alguns dos mais consagrados artistas do panorama nacional, entre os quais, Paulo Gonzo, João Pedro Pais, André Sardet, Viviane, Anjos, Tim, Miguel Gameiro, David Carreira, Edmundo, Helena Kupert, Emanuel e Maxi. Além destes nomes, a organização do evento espera ainda a confirmação de outros artistas que se queiram associar a esta causa.

O concerto de solidariedade para com as vítimas do tornado é promovido conjuntamente pelas câmaras municipais de Lagoa e Silves, Sons da Vicentina, Sociedade Pavilhão do Arade e pelo Turismo do Algarve, que prometem fazer reverter a receita de bilheteira a favor das pessoas afetadas pelos ventos fortes que varreram os dois concelhos no dia 16 de novembro de 2012.

Os bilhetes para este espetáculo de beneficência custam 10 euros para adultos (a entrada é gratuita para crianças até 12 anos) e podem ser adquiridos no Centro de Congressos do Arade, no Parchal, assim como no Convento de São José em Lagoa.

O tornado que atingiu o Algarve há dois meses provocou 13 feridos, três dos quais em estado grave, um dos quais acabou por falecer, no final de dezembro, no Hospital de Portimão. Trata-se de uma mulher, de 50 anos, que foi arrastada vários metros dentro de uma autocaravana.

Cerca de uma centena de habitações danificadas

Os artistas nacionais, a maioria bem conhecidos do público, vão reunir-se no palco do Pavilhão do Arade para angariar receitas e ajudar as dezenas de vítimas do tornado.

Os fortes ventos que atingiram o Algarve causaram danos em cerca de uma centena de habitações (cerca de 50 famílias já solicitaram apoio social para recuperar as suas casas e comprar novos equipamentos), nas piscinas municipais de Silves, no estádio do Silves Futebol Clube e no telhado da câmara da cidade. Causaram também a queda de árvores e de estruturas elétricas, deixando milhares de pessoas sem energia durante várias horas.

Vários automóveis foram arrastados pelas fortes rajadas de vento, que provocaram ainda a destruição de telhados, de esplanadas e a queda de árvores, de placas de trânsito e de cartazes. O tornado atingiu aqueles dois concelhos entre as 13h30 e as 14h00, com ventos na ordem dos 260 quilómetros por hora.

Os prejuízos foram estimados em quase cinco milhões de euros. Segundo os autarcas, no concelho de Silves os prejuízos nos bens públicos ascendem a 1,6 milhões de euros e nos privados a 2,1 milhões de euros, enquanto no concelho de Lagoa os danos totalizam 350 mil euros no público e 1,1 milhões de euros no privado.

Entretanto, o Governo já reiterou “a intenção de apoiar no mais curto prazo possível as famílias e os municípios afetados, através dos instrumentos legais apropriados”.

NC/JA

Advertisements
Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste