As perguntas mais bizarras feitas por turistas no Algarve

-

.

Já houve quem perguntasse num posto de turismo onde é que poderia encontra um restaurante que só usasse loiça Vista Alegre. E também quem quisesse saber qual o melhor miradouro para ver Marrocos ou onde fica o… Algarve. Afinal, perguntar não ofende

.

DOMINGOS VIEGAS

“Por favor, indique-me restaurantes onde a loiça seja Vista Alegre. Só como em loiça Vista Alegre.” Por mais que possa parecer uma anedota, a situação é verídica e a pergunta foi colocada por um turista a uma funcionária do posto de turismo de Monte Gordo.

Esta e outras questões, algumas quase surrealistas, colocadas por visitantes nos postos de turismo da região, foram compiladas pelo Turismo do Algarve e começaram agora a ser divulgadas na internet (www.blog.turismodoalgarve.pt) no âmbito das comemorações do 45.º aniversário da Região de Turismo do Algave (RTA).

Também no posto de turismo de Monte Gordo, as funcionárias foram surpreendidas com outra pergunta curiosa feita por um turista espanhol: “Disseram-me que há aqui uma povoação chamada Vila Nova dos Infantes. Pode indicar-me, no mapa, onde fica?”. Ficou sem se saber se nuestro hermano queria saber a localização de Vila Nova de Milfontes (que está na costa alentejana) ou a zona dos restaurantes “O Infante” (Altura, concelho de Castro Marim), muito procurados por turistas espanhóis.

“Existe uma previsão para as algas?”

No mesmo local, um visitante insistia que pretendia adquirir “o livro da conquilha” e garantia que um amigo já o tinha levado e que lhe tinha contado que era bastante interessante. Segundo o Turismo do Algarve, não existe tal publicação nos postos de turismo.

“Por acaso, sabe se existe uma previsão para as algas?”. Esta questão foi colocada nos postos de turismo de Monte Gordo e de Castro Marim, numa altura em que as incómodas algas abundavam na praia.

Um pouco mais a norte, o posto de turismo da Ponte Internacional do Guadiana, situado numa das principais entradas da região, é outro dos locais onde os turistas já deixaram os funcionários, no mínimo, com um sorriso nos lábios. “Queremos ir à Cova do Diabo. Onde fica?”, perguntou um grupo de turistas que pretendia ir ao Pego do Inferno, no concelho de Tavira. “Como vamos para o sítio onde filmaram o ‘Piratas das Caraíbas’?”, foi uma questão colocada no mesmo posto de turismo, por turistas que se referiam à Ponta da Piedade, em Lagos.

“Onde fica o Algarve? Não o encontro!”

Mas uma das questões que mais se repete nos diversos postos de turismo da região tem a ver, e só pode ser, com alguma falta de orientação por parte de alguns turistas. Por mais caricato que possa parecer, há pessoas que pensam que o Algarve é uma cidade ou, simplesmente, não sabem onde estão.

“Já visitei várias cidades aqui à volta, mas gostaria de visitar o Algarve. Onde fica?”, “Qual é o melhor meio de transporte para ir até ao Algarve?”, “Como se vai para o Algarve?” ou “Olhe menina, onde fica o Algarve que não o encontro?” são algumas das versões da mesma questão, colocada por turistas um pouco por toda a região.

No posto de turismo de Tavira, um visitante perguntou onde é que estavam localizadas as pinturas rupestres na zona de Vila Real de Santo António (se existem, ainda não foram descobertas).

Outro turista, mas em Olhão, queria saber quantos dias de sol e de chuva havia naquela cidade e outro, em Faro, perguntou a que horas é que a cegonha costumava estar no ninho, referindo-se às cegonhas que fazem os ninhos do Arco da Vila, uma das entradas da Cidade Velha na capital algarvia.

“Onde fica a praia cor-de-rosa?”

“Pode indicar-me onde fica a praia com areia cor-de-rosa?”. A questão foi colocada por um grupo de turistas no posto de turismo da Praia da Rocha, mas a referida praia não existe. A funcionária acabou por descobrir que a pergunta tinha a ver com facto dos referidos turistas terem visto uma imagem de uma praia algarvia num antigo guia turístico, cujas cores tinham sido alteradas pelo passar do tempo.

Também no posto de turismo da Praia da Rocha, outro turista quis saber “qual o miradouro de onde se avista Marrocos?” e outro pretendia que a funcionária o informasse em que dia é que o pôr-do-sol era mais intenso em Sagres: “É à sexta-feira ou ao sábado?”, perguntou. No mesmo local, outro turista queria ser informado acerca do “melhor caminho para Beirais”, referindo-se à localidade que foi tema de uma telenovela.

No posto de turismo de Loulé, um casal holandês que tinha casamento marcado na região queria saber onde poderia arranjar “um falcão para levar as alianças ao altar”. No mesmo concelho, mas no posto de turismo de Quarteira, um turista colocou em cima do balcão de atendimento uma frigideira com a pega partida e perguntou: “Onde posso mandar arranjar esta frigideira?”.

“Existem leões aqui, na serra de Monchique?”, foi uma questão colocada no posto de turismo daquela localidade do barlavento algarvio.

Outras questões, não menos curiosas, têm sido colocadas nos diversos postos de turismo da região: “Quantas toneladas de areia tem a praia?” ou “Quanto tempo demora a areia a secar?”. Um idoso, que caminhava com o auxílio de canadianas perguntou: “Quantas horas se leva a chegar a Espanha, a pé, pela praia?”. A funcionária teve de lhe explicar que era impossível fazer esse percurso porque o rio Guadiana não o permitia.

Outro turista quis saber onde poderia “tomar a vacina contra febre amarela”. Tinha sido picado por um mosquito e, certamente, pensava que se encontrava em África. Mas, como se costuma dizer, perguntar não ofende.

Aniversário da RTA com iniciativas inéditas

As comemorações do 45.º aniversário da RTA começaram no passado mês de março com um debate sobre turismo que contou com a presença do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e prolongam-se ao longo de todo o ano. No mesmo mês foi lançado um vídeo com testemunhos de turistas estrangeiros sobre os encantos da região algarvia.

Os galardoados com as Medalhas de Mérito Turístico, atribuídas a personalidades que se destacaram no desenvolvimento e na valorização do destino Algarve nas últimas décadas, serão anunciados no Dia Mundial do Turismo, 27 de setembro.

A RTA está ainda a oferecer, a os turistas que visitarem os 21 postos de turismo da região, marcadores de livros especiais e, para os participantes das ações promovidas ao longo do ano, haverá canetas e blocos com capa em cortiça. Está ainda prevista uma oferta de prestígio para personalidades ilustres: um mapa da região em cristal acrílico.

Além da divulgação das “45 perguntas mais estranhas colocadas pelos turistas nos postos de turismo”, será lançado um “e-book” com as “45 coisas” que caracterizam a alma algarvia.

A RTA, designada no início como Comissão Regional de Turismo do Algarve, foi criada a 18 de março de 1970. A “definição da política regional de turismo, em consonância com a estratégia nacional para o setor”, bem como “a promoção, a animação e a informação turística” foram, desde sempre, as competências do organismo que, desde maio de 2013, tem ainda a competência de divulgar o Algarve também em Espanha.

.

.

.

.

Deixe um comentário

+ Populares

- Publicidade-castro-marim-santos

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

+ Exclusivos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste