Autoridade da Concorrência aprova compra do hospital privado de Lagos

Depois de em maio passado ter aberto uma investigação à compra do Hospital São Gonçalo, em Lagos, pelo Grupo Hospital Particular do Algarve (Grupo HPA), a Autoridade da Concorrência (AdC) acaba de dar “luz verde” ao negócio.

A Autoridade da Concorrência concluiu a investigação aprofundada e decidiu não se opor à operação de concentração, segundo um aviso publicado.

“Não obstante as preocupações jusconcorrenciais identificadas, foram obtidas evidências demonstrativas que permitiram concluir pela aplicação, ao presente caso, do argumento da falência iminente do HSGL, pelo que a análise da operação deverá ter em conta o cenário de saída iminente do mercado do HSGL e dos seus ativos”, lê-se no aviso publicado na página de internet da AdC.

O regulador considerou que os elementos recolhidos demonstraram as dificuldades financeiras em que o HSGL se encontrava à data da sua aquisição pelo Grupo HPA, sem perspetivas credíveis de reorganização que permitissem a sua recuperação.

A investigação a este negócio tinha sido iniciada a 14 de maio com o argumento que “não se pode excluir que a referida operação de concentração (compra) resulte em entraves significativos à concorrência efetiva no mercado, em particular no que se refere à prestação de cuidados de saúde hospitalares por unidades privadas no Algarve”, justificava a AdC em comunicado.

O hospital de São Gonçalo foi comprado em 2017 pelo Grupo Hospital Privado Algarve Saúde, mas só a 9 de novembro de 2018, “na sequência de processo de averiguação instaurado pela AdC”, é que o Grupo HPA notificou esta operação de concentração.

pub

 

 

 

Tamanho da Fonte
Contraste