Tufão “Conson” faz 10 mortos e 22 desaparecidos

As autoridades filipinas apontam para 10 mortos e 22 desaparecidos em consequência da passagem do tufão “Conson”, a primeira tempestade de verão a afetar o arquipélago.

Seis residentes de duas povoações na província de Batangas, sul da capital, pereceram por afogamento quando as suas casas foram arrastadas pelas correntes de água provocadas pelas chuvas.

Outras quatro pessoas morreram em Cavite ao serem atingidas por pedras e árvores arrancadas pela raiz por força dos ventos, revelou o governador da região, Jonvic Remulla.

Já os desaparecidos, 19 dos 22 até agora estimados pelas autoridades residem em Catanduanes, uma ilha no extremo oriental do arquipélago, depois de dois barcos de pesca se terem feito ao mar para a faina, pese embora a proibição das autoridades em sair dos portos perante uma tempestade.

O “Conson” entrou nas Filipinas na terça-feira com ventos médios de 120 quilómetros por hora e rajadas de 150 quilómetros por hora, mas tem vindo a perder alguma intensidade à medida em que se dirige ao Mar do Sul da China.

Várias estradas nas imediações de Manila ficaram cortadas pela queda de postes de eletricidade e árvores devido à ação dos ventos e diversas zonas da capital estão sem abastecimento elétrico.

A maioria das escolas suspendeu a actividade letiva.

No aeroporto de Manila foram suspensos vários voos devido às condições meteorológicas q quatro voos internacionais foram desviados para Cebu, no centro do país.

Cerca de duas dezenas de tempestades tropicais afetam as Filipinas todos os anos durante a estação das chuvas desde maio até, em alguns anos, outubro ou novembro.

JCS

Lusa/JA

Advertisements

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar
Tamanho da Fonte
Contraste