POLÍTICA

BE/Albufeira quer o fim das touradas no concelho

[mobileonly] [/mobileonly]

O Bloco de Esquerda de Albufeira apresentou uma recomendação que será discutida na próxima Assembleia Municipal, a 5 de agosto, exigindo o fim das touradas no concelho e a transformação da Praça de Touros da cidade numa sala de espetáculos, anunciou o partido.

“A praça de touros de Albufeira em nada representa ‘tradição’ da cidade nem dos albufeirenses, já que foi construída em 1982, com o único propósito de tirar proveito do mercado turístico de Albufeira”, referiu em comunicado o deputado municipal eleito pelo BE, Miguel Pinheiro.

O partido quer ver suspensa a licença de atividade da Praça de Touros de Albufeira, para que o espaço possa ser reconvertido numa sala de espetáculos, considerando que “a tourada é uma atividade desajustada à realidade atual, bárbara e que é simplesmente violência pela violência, sem qualquer propósito final. É cada vez menos relevante na sociedade e cultura portuguesa, prova disso são os números de assistentes, que diminuem anos após ano. A tourada não pode ser, em 2020, considerada cultura”.

O deputado municipal refere ainda a inexistência de um matadouro próximo da praça de touros, o que faz com que haja uma espera de 24 horas até que os animais sejam levados, “em sofrimento”, para o matadouro mais próximo que fica localizado no Alentejo.

Na recomendação, o partido destaca ainda que a cidade “em nada beneficia economicamente”, uma vez que “não existe criação de postos de trabalho, porque o período útil de atividade por ano é reduzido”.

“A cidade também não é beneficiada em termos de imagem e reputação, já que a praça de touros continua a fazer publicidade enganadora, afirmando nos seus canais de promoção que o touro não é morto, ocultando que o sofrimento que lhe é causado pela perfuração da pele com bandarilhas”, acrescenta o BE/Albufeira.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: