POLÍTICA

BE lamenta esquecimento das vítimas de fogo de Monchique

BE lamenta esquecimento das vítimas de fogo de Monchique
José Gusmão reuniu esta sexta-feira com os bombeiros de Monchique e com a Associação dos Lesados do incêndio de Monchique 2018 (ALIM 2018), anunciou o Bloco de Esquerda em comunicado.

O candidato do Bloco de Esquerda disse que, no ano em que os incêndios ocorreram, as autoridades prometeram apoios e reparações às populações de Monchique, mas quando o assunto desapareceu das televisões, a esmagadora maioria das famílias nunca
chegaram a receber qualquer apoio.

Os lesados recordaram que os incêndios têm uma forte responsabilidade pública, por força da ausência de uma política de ordenamento do território e de uma política para a floresta.

Alguns desses problemas foram atacados pela reforma da política florestal, mas está quase tudo por fazer.

Em todo o caso, as medidas aprovadas entretanto não substituem as reparações devidas e várias vezes prometidas a populações como a de Alferce, que tiveram perdas inestimáveis.

José Gusmão assumiu o compromisso de não esquecer os apoios que foram prometidos e de confrontar a tutela com as obrigações que contraiu perante as vítimas destes incêndios.

A delegação do Bloco de Esquerda reuniu ainda com os Bombeiros de Monchique no sentido de ouvir as necessidades deste importante quartel. O quartel de Monchique presta serviços significativos a comunidade com condições difíceis do ponto de vista dos acessos, da dispersão populacional e do envelhecimento da população e tem limitações ao nível do apoio financeiro, dos profissionais, nomeadamente no domínio da resposta imediata e do ponto de vista das instalações disponíveis.

O Bloco falou da necessidade de apoiar estes quartéis que cumprem uma missão pública, sem os apoios adequados, tendo de encontrar soluções no plano local e resolver problemas graças ao voluntariado.

PUB
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste