Britânicos “empurram” turismo no final de 2018. Vai continuar?

O número de dormidas de turistas britânicos nos hotéis da região voltou a aumentar nos últimos meses de 2018, contrariando a quebra que se vinha verificando ao longo do ano

Ao contrário do que aconteceu ao longo de todo o ano, os últimos dois meses de 2018 revelaram uma subida do mercado britânico no Algarve. Com o Brexit à porta, a grande questão é saber se esta inversão tardia da quebra dos turistas do Reino Unido vai continuar depois de março de 2019. Em causa está o principal mercado “fornecedor” de turistas para o Algarve. Ou seja, as consequências podem ser nefastas para toda a economia regional

A contagem decrescente já começou. Faltam 78 dias para o divórcio entre o Reino Unido e a União Europeia (UE), marcado para o próximo dia 29 de março, e as dúvidas e as incertezas sobre o impacto que o Brexit poderá ter no turismo algarvio continuam a crescer.

Atualmente, a região algarvia representa 66% das dormidas de britânicos em Portugal, sendo que este importante mercado representa 40% das dormidas de estrangeiros no Algarve. Ou seja, o mercado britânico é o primeiro “fornecedor” de turistas para o território algarvio…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 10 DE JANEIRO)

Nuno Couto|Jornal do Algarve

Tags

pub

 

 

 

pub

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste