ECONOMIA

BTL: Vila Real de Santo António e Castro Marim apresentam nova marca turística

.

Vila Real de Santo António e Castro Marim voltam a participar na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, salão de referência para o turismo nacional, divulgando o que de melhor estes municípios têm para oferecer aos visitantes.

O destaque da participação destes dois municípios vai para a apresentação da «Eurocidade do Guadiana» enquanto novo destino turístico da Península Ibérica.

A iniciativa tem lugar esta sexta-feira, às 15h15, na zona de atos do ‘stand’ do Turismo do Algarve, e dá seguimento à apresentação homóloga já realizada na Feira Internacional de Turismo de Madrid – Fitur 2018, contando com a participação dos autarcas dos dois lados da fronteira.

Com esta aposta, nasce uma nova marca turística constituída pelos municípios de Ayamonte (Espanha), Castro Marim e Vila Real de Santo António que reforça ainda mais as margens do Rio Guadiana e valoriza os equipamentos existentes nas fronteiras do Algarve e da Andaluzia.

Até domingo, VRSA marca presença num espaço integrado no ‘stand’ da Região de Turismo do Algarve onde apostará na promoção da diversidade da sua oferta turística e fará o lançamento da brochura «Viver, Sentir e Descobrir VRSA».

A BTL é o maior evento nacional de turismo e realiza-se anualmente na FIL – Parque das Nações, dirigindo-se quer aos profissionais, quer ao público em geral.

Segundo a organização, a edição de 2018 deverá superar os 75 mil visitantes e contará com mais de 1.300 entidades e empresas e 1.500 profissionais estrangeiros.

A feira conta com a presença de expositores de diferentes segmentos, nomeadamente associações, municípios, agentes de viagem, operadores turísticos, hotelaria, restauração e animação turística.

A Eurocidade do Guadiana é um projeto que vai além da cooperação institucional e pretende o fortalecimento na ligação já existente entre os municípios de Ayamonte, Castro Marim e VRSA, exemplificando um novo modelo de cooperação e promovendo a convergência económica, social, cultural, turística e ambiental entre os territórios.
Visa igualmente a conjugação de esforços e recursos, através do planeamento e da gestão conjunta dos serviços e dos equipamentos dos municípios fronteiriços.

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: