Burger King admite contaminação com carne de cavalo

.
.

Depois de já ter garantido que os seus hambúrgueres não estavam contaminados com carne de cavalo, empresa reconhece agora que, afinal, não era bem assim.

A cadeia de fast-food Burger King acaba de reconhecer que alguns dos seus hambúrgueres para venda no Reino Unido estavam contaminados com carne de cavalo.

Os hambúrgueres em causa foram produzidos na maior fábrica europeia especializada no processamento de carne picada, a Silvercrest (ABP Food Group), localizada na Irlanda.

Em carta aberta aos clientes publicada hoje no jornal britânico “The Sun” , a Burger King informa que os testes realizados em hambúrgueres produzidos nesta fábrica, que chegariam aos restaurantes em janeiro, acusaram vestígios de ADN de cavalo, mas naqueles que foram vendidos ao longo do mês de dezembro os resultados foram negativos.

“Os nossos testes de ADN realizados por entidades independentes em produtos recolhidos nos restaurantes não acusaram a presença de ADN equino. Contudo, em quatro amostras recentemente recolhidas na fábrica da Silvercrest foi detetada a presença de vestígios de ADN equino. Nas últimas 36 horas constatámos que a Silvercrest usou uma pequena percentagem de carne importada de um fornecedor não-aprovado na Polónia. Comprometeram-se a entregar-nos carne 100% britânica e irlandesa mas não cumpriram. Trata-se de uma clara violação das nossas especificações, pelo que colocámos um ponto final no nosso relacionamento”, pode ler-se no documento.

Quando o escândalo estoirou, a Burger King garantiu que os seus hambúrgueres não estavam envolvidos, mas agora o vice-presidente da qualidade, Diego Beamonte, afirma que a empresa ficou “extremamente preocupada com os resultados das suas investigações” e pediu desculpa aos clientes.

Os hambúrgueres produzidos pela Silvercrest destinavam-se a restaurantes na Irlanda, Grã-Bretanha e Polónia. As autoridades sanitárias garantem que não existe qualquer perigo para a saúde dos consumidores.

Contactada pelo Expresso, a Burger King garantiu que a carne servida nos restaurantes em Portugal provém de um fornecedor em Espanha. Assegura ainda que os seus hambúrgueres são feitos a 100% com carne de vaca e que não trabalham com intermediários.

Carlos Abreu (Rede Expresso)
Advertisements

pub

 

Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste