ALGARVE

Câmara de Lagoa quer controlar visitas a Benagil

A Câmara Municipal de Lagoa pretende gerir e controlar as visitas à praia de Benagil que está num “estado caótico” devido ao “excesso de procura de visitas às grutas”, anunciou a autarquia.

Numa visita ao local, o presidente do município, Luís Encarnação, afirmou a sua “vontade de submeter à Agência Portuguesa do Ambiente (APA), logo após este verão de 2020, uma proposta de regime excecional de acesso à gruta de Benagil. No caso desta área vir a ser categorizada como área protegida será possível melhorar a gestão e o controlo das visitas, permitindo assim uma maior preservação deste património natural do concelho de Lagoa”, segundo o comunicado.

Já na Praia da Marinha, a visita teve como objetivo analisar e verificar a obra da autarquia, que pretende condicionar o acesso de viaturas às falésias e garantir a preservação do património natural do local.

Em Ferragudo, com a participação do presidente da Junta de Freguesia, Luís Veríssimo, foi debatida a questão do projeto de deposição de areias nas Praias do Molhe e Pintadinho, do alargamento do canal de navegação do rio Arade e da intervenção na Praia da Angrinha, considerando que “esse projeto não serve os interesses ambientais, patrimoniais e económicos do concelho de Lagoa”.

Esta visita, que decorreu na sexta-feira, foi acompanhada pelo vereador responsável pelo pelouro das praias e orla marítima, Jorge Pardal e pelo chefe da Divisão de Planeamento e Informação da Administração da Região Hidrográfica do Algarve da Agência Portuguesa do Ambiente, Nuno Lacasta, coadjuvado por Pedro Coelho.

Tamanho da Fonte
Contraste
Bloggers %d como este: