ALGARVE

Castro Marim: Prémio nacional Mobilidade em Bicicleta deixa Francisco Amaral “orgulhoso”

[mobileonly] [/mobileonly]

O presidente da Câmara de Castro Marim, Francisco Amaral, manifestou-se hoje orgulhoso pela conquista do prémio nacional Mobilidade em Bicicleta, ex-equo com outras três autarquias do País.

Em declarações ao JA, o autarca atribuiu o galardão da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta à recente construção da ciclovia que liga a vila de Castro Marim a VRSA.

“Todos os dias vemos dezenas de pessoas a andar a pé e de bicicleta na ciclovia. No fundo, esta é uma aposta ganha pelo município de Castro Marim”, sustentou Francisco Amaral.

Acrescentou que a aposta da autarquia no ciclismo vai continuar, com a prevista construção de futuras ciclovias que irão ligar a vila sede de concelho à Reserva Natural do Sapal, ao Monte Francisco, à Junqueira e à Praia Verde, esta última já em construção.

A par de Castro Marim, as câmaras municipais de Figueira da Foz e Óbidos e a Junta de Freguesia de Arroios foram as outras autarquias nacionais que receberam o prémio da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta.

Além das autarquias e freguesias, foram também galardoadas na edição deste ano as categorias “Associações e Clubes, Instituições de Ensino, Ativismo e Intervenção Social, Cidadania e Entidades Públicas”, avança a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), em comunicado.

Na categoria Entidades Públicas, venceu a Região de Turismo do Algarve.

O Politécnico de Leiria ganhou na categoria Instituições de Ensino, Eliseu Almeida e Kumpania Algazarra venceram a categoria Ativismo e Intervenção Social, enquanto Mário Meireles e Gonçalo Peres foram galardoadas na categoria Cidadania.

As associações e clubes Os Chaparros – BTT Team Associação Santiago do Cacém, Juvemar AFC – Associação Juventude de Marinhais e o Núcleo Cicloturista Clube Desportivo do Beato também ganharam na sua categoria.

A FPCUB destaca no comunicado que, em Portugal, se “tem verificado uma grande procura de bicicletas, superior à oferta, e algumas lojas esgotaram o seu stock, não tendo ainda atingido a normalidade ao dia de hoje”.

“Em simultâneo, várias cidades começaram a investir em ciclovias temporárias e espaços pedonais, de forma a proteger e garantir mais espaço para circulação, em segurança, dos utentes mais vulneráveis do espaço público. Estas iniciativas devem ser apoiadas e encorajadas, esperando que as iniciativas temporárias possam ser avaliadas e monitorizadas ao longo do tempo, com vista à melhoria contínua e, desejavelmente, se promova a redução do excessivo espaço dedicado ao transporte individual motorizado”, acrescenta.

A entrega dos prémios decorre hoje, no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: