ALGARVE ÚLTIMAS

Cavala algarvia promovida no mercado municipal de Silves

[mobileonly] [/mobileonly]
.
.

A cavala, uma espécie de peixe abundante na costa portuguesa, mas ainda pouco apreciada na mesa, vai ser promovida, no próximo dia 20 de setembro, no mercado municipal de Silves, através de aulas de culinária.

Entre as 10h00 e as 12h00, o chefe José Domingos, da Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, estará no mercado municipal a apresentar algumas receitas inovadoras para confecionar a cavala algarvia.

Esta iniciativa conjunta do município de Silves e do Centro de Ciências do Mar da Universidade do Algarve (CCMAR), com o apoio da junta de freguesia de Silves, tem por objetivo “promover e valorizar esta espécie”.

“A cavala é um peixe abundante na nossa costa e as suas características gastronómicas e nutricionais justificam a sua utilização quer na cozinha tradicional, quer em novas preparações culinárias”, salientam os promotores, frisando que, todavia, esta é uma das espécies mais rejeitadas pela frota algarvia.

Por essa razão, esta iniciativa visa “incentivar o seu aproveitamento comercial, de modo a garantir uma exploração racional e sustentada dos oceanos”. Paralelamente, os responsáveis acentuam que “pretende-se que a generalização para consumo humano venha a constituir uma mais-valia significativa para a economia deste setor produtivo”.

De fácil digestão, a cavala é uma excelente fonte de proteínas (pode ter 15 a 20% destes nutrientes, valor um pouco inferior ao da carne). Fornece, igualmente, um bom aporte de minerais como, por exemplo, o iodo e o fósforo, bem como de vitamina B1, vitamina A e de vitamina D. A maior parte da sua gordura é insaturada, com uma composição importante de ácidos gordos ómega 3 – EPA e DHA e um teor de colesterol muito baixo, fatores que contribuem para prevenir os ataques cardíacos.

O chefe José Domingos dará, ainda, no dia 20, algumas dicas sobre como escolher o peixe mais fresco e de melhor qualidade.

JA

Comentário

Carregue aqui para comentar

  • A cavala capturada serve sobretudo para alimentar espécies de maior valor em pisciculturas espanholas,lugar para onde grande parte é enviado devido ao baixo preço que tem nos nossos mercados.Este negocio devia ser proibido,estão a dizimar a espécie o futuro da pesca e o futuro dos nossos filhos nos nossos mares em troca de meia dúzia de euros de miséria dados pelos Espanhois.A ganacia de alguns pescadores Algarvios não tem fim.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste