CIÊNCIA

CCDR anuncia 6,5 milhões para infraestruturas científicas e investigação tecnológica

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve anunciou a abertura de dois apoios financeiros num valor de 6,5 milhões de euros para infraestruturas científicas e investigação tecnológica.

Segundo a CCDR/Algarve, os apoios, no âmbito do Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica do Programa Operacional Algarve 2020, são destinados a “projetos de investigação e de infraestruturas inseridas no Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico”.

A primeira medida é feita em forma de convite e visa “apoiar a construção ou adaptação de infraestruturas físicas, a aquisição de instrumentos e equipamento científico e técnico e despesas com recursos humanos”, sendo a taxa de apoio equivalente a “70% das despesas elegíveis”, lê-se num comunicado.

São beneficiárias deste apoio, individualmente ou em copromoção, o Centro de Ciências do Mar (CCMAR) da Universidade do Algarve e o Algarve Biomedical Centre (ABC) – consórcio entre a universidade e o centro hospitalar algarvio -, enquanto membros integrantes do Roteiro Nacional das Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico.

O segundo aviso insere-se no domínio da investigação científica e desenvolvimento tecnológico, cuja dotação indicativa é de 1,5 Milhões de Euros, destinando-se a financiar até 75% projetos centrados no “desenvolvimento de atividades de investigação” que apliquem a “prossecução dos desafios lançados pelo Conselho de Inovação Regional do Algarve”.

Em concreto, procuram-se projetos que promovam “o conhecimento e inovação em turismo, nas redes inteligentes, em saúde, no envelhecimento ativo e estilos de vida saudáveis e na digitalização da economia”.

Segundo a nota, “esta medida tem especial relevo no contexto da pandemia da covid-19, onde se revelou fundamental o papel da ciência e da tecnologia para enfrentar desafios em todas as áreas, desde a saúde, passando pela indústria e serviços especializados às pequenas e médias empresas do Algarve”.

A CCDR realçou ainda que a Estratégia Regional de Investigação e Inovação para a Especialização Inteligente do Algarve defende o investimento no desenvolvimento de conhecimento científico e tecnológico como “fundamental para que a região continue a reinventar a sua economia e a promover o crescimento sustentável” num contexto de retoma económica.

Procura-se reduzir “os efeitos da sazonalidade e contribuir para a manutenção de postos de trabalho e o aumento do emprego especializado no Algarve”, conclui.

Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: