CDS questiona Governo sobre falta de assistentes na escola Teixeira Gomes em Portimão

Numa pergunta dirigida ao ministro da Educação, a deputada do CDS Ana Rita Bessa quer saber se o Ministério da Educação vai autorizar a contratação de mais assistentes operacionais para a Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes, em Portimão. Isto depois de, no início deste mês, professores, alunos, funcionários e pais terem estado em protesto contra a falta de assistentes técnicos e alertado para a falta de manutenção nas instalações.

Ana Rita Bessa questiona ainda se o ministro tem conhecimento da necessidade de obras de manutenção no mesmo estabelecimento de ensino e quando é que o Ministério da Educação vai proceder à realização das obras necessárias nesta escola.

“Várias notícias deram conta, nas últimas semanas, de protestos face à falta de assistentes técnicos operacionais e à necessidade urgente de obras de manutenção na Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes (ESMTG), em Portimão. De acordo com vários órgãos de comunicação social, por decisão da direção da ESMTG, secundada por professores, alunos e pais, este estabelecimento encerrou portas como forma de protesto”, lembra a deputada do CDS, frisando que “são poucas ou quase nenhumas as obras feitas nesta escola desde a sua inauguração, há três décadas, confrontando-se agora, também, com a redução de 11 funcionários e assistentes operacionais – em claro incumprimento do rácio estabelecido pelo próprio Ministério da Educação”.

O CDS salienta ainda que “a ESMTG é uma das escolas de maior dimensão do concelho de Portimão” e que “é fundamental que seja reposta a qualidade exigida para o dia a dia de toda comunidade escolar, mas também que sejam cumpridos os requisitos mínimos do número de assistentes operacionais, repondo-se assim a segurança necessária ao normal funcionamento da escola”.

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste