celeste santos be vrsa
POLÍTICA

Celeste Santos recandidata-se pelo BE a Vila Real Santo António

A professora Celeste Santos vai recandidatar-se pelo Bloco de Esquerda (BE) à Câmara de Vila Real de Santo António, para tentar conseguir representação num concelho dominado há 16 anos pelo PSD, anunciou o partido.

Maria Celeste Rodrigues dos Santos nasceu e reside em Vila Real de Santo António, é formadora e professora de Língua Inglesa, membro da Comissão Coordenadora Distrital de Faro do BE e da Comissão Coordenadora Concelhia de Vila Real de Santo António, refere o partido em comunicado.

Na nota, o BE adianta ter votado, por unanimidade, em Assembleia Concelhia, realizada em 8 de maio, os nomes de Maria Celeste Rodrigues dos Santos, como candidata à presidência da Câmara, e de Mário Fernando Ascenso de Matos, para primeiro candidato à Assembleia Municipal.

“O nosso compromisso insere-se no respeito pela prossecução do interesse público, atuando com transparência, rigor e independência. Pela democracia participativa, justiça social, igualdade e qualidade de vida da população”, lê-se na nota divulgada pela concelhia do BE de Vila Real de Santo António.

Mário Matos é natural de Lisboa e reside no concelho de Vila Real de Santo António, em Vila Nova de Cacela, estando atualmente aposentado, depois de ter sido diretor comercial de uma empresa de distribuição.

O aposentado repete a candidatura de 2017 àquele órgão autárquico, tendo sido o candidato do BE à Câmara Municipal de Vila Real de Santo António nas eleições autárquicas de 2013.

Celeste Santos tem como adversários já conhecidos Luís Gomes (PSD), Álvaro Araújo (PS), Álvaro leal (CDU) e Marcelo Jerónimo, pelo movimento independente Construir o Futuro.

A Câmara foi presidida por Conceição Cabrita (PSD) até abril deste ano, altura em que a autarca foi detida por suspeitas de corrupção no âmbito da “Operação Triângulo”, tendo, na sequência do processo, renunciando ao cargo.

Conceição Cabrita já tinha anunciado antes que não ia recandidatar-se ao cargo que assumiu em 2017, depois da saída de Luís Gomes, impedido de se recandidatar na altura por ter atingido o limite de mandatos e que agora regressa com uma candidatura ao município que governou durante 12 anos.

Em disputa na Câmara de Vila Real de Santo António – atualmente presidida pelo ex-vice-presidente Luís Romão (PSD) -, está a eleição de sete representantes, divididos agora pelo PSD (quatro), PS (dois) e CDU (um).

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste