CIÊNCIA

Cem baleias piloto deram à costa em Cabo Verde

Os cerca de cem cetáceos que deram à costa  este fim de semana em Cabo Verde são, segundo a  bióloga cabo-verdiana Vera Gominho, baleias piloto.

Segundo a técnica do Instituto Nacional de Desenvolvimento das Pescas (INDP), trata-se da espécie baleia piloto que possui características diversas da baleia comum.

“As baleias piloto são uma espécie de cetáceos que podem ser identificados por serem de cor negra e possuírem dentes”, disse.

Inicialmente as autoridades locais presentes no local pensaram tratar-se de cachalotes, facto que a bióloga cabo-verdiana corrigiu.

Até este momento, 54 cetáceos deram à costa na localidade de Coqueiro, concelho de Santa Cruz, na ilha de Santiago, e na ilha do Sal já foram contabilizados 42 na praia de Monte Leão.

Alguns cetáceos chegaram vivos à praia de Coqueiro, tendo morrido depois, perante a impotência dos que estão a tentar devolvê-los ao mar.

Os especialistas ambientais só chegaram ao local na tarde de hoje para a recolha de amostras que depois serão analisadas nos laboratórios do INDP.

A bióloga contactada pela Lusa arriscou algumas hipóteses que poderão explicar o que aconteceu.

“O que pode ter acontecido é uma desorientação do líder, o que levou as restantes a seguirem-no. A outra hipótese que aventamos é de alguma contaminação, mas isso só saberemos depois das análises”, afirmou.

Entretanto, teve início na tarde de hoje a remoção dos cadáveres dos cetáceos da praia. A bióloga acrescentou que serão enterrados num aterro, nas imediações da localidade de Coqueiro.

CLI.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico***

JA/Lusa

Advertisements

Comentário

  • É o segundo grande arrojamento em massa que coincide com apresença de vasos de guerra americanos no arquipélago. Sabe-se que os sonares militares são uma das causas desses arrojamentos. Porque é que não se fala no assunto?

Carregue aqui para comentar

Assine já com 10% de desconto. Cupão: CPNOVO Ignorar

Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: