DESPORTO ÚLTIMAS

Ciclismo: Volta ao Algarve na estrada a partir de quarta-feira com pelotão de estrelas

.

A 44.ª Volta ao Algarve começa na próxima quarta-feira, dia 14, em Albufeira, terminando no domingo seguinte, dia 18, no Alto do Malhão, Loulé, depois de percorridos 773,5 quilómetros. Estão pré-inscritos 175 corredores, entre os quais muitos nomes cimeiros do ciclismo mundial.

O pelotão será formado por 13 equipas WorldTour, três continentais profissionais e pelas nove formações continentais portuguesas. Entre os corredores inscritos estão 19 corredores do top 80 mundial, dois deles do top 10, o polaco Michal Kwiatkowski (Team Sky), oitavo da hierarquia, e o belga Philippe Gilbert (Quick-Step Floors), décimo.

A Volta ao Algarve continua a assumir-se também como uma das primeiras corridas do ano em que podem ser vistas as camisolas dos campeões em título, de fundo e de contrarrelógio. Para a edição de 2018 está inscrito o campeão da Europa de contrarrelógio, Victor Campenaerts (Lotto Soudal), assim como 15 campeões nacionais de fundo e de contrarrelógio de diferentes países.

A lista provisória de inscritos é a garantia de mais uma edição de grande qualidade, protagonizada por corredores que são dos melhores especialistas mundiais em provas por etapas, chegadas ao sprint e contrarrelógios.

A luta pela camisola amarela será acesa, prevendo-se a participação de vencedores de seis das últimas sete edições: Richie Porte (BMC Racing Team), Tony Martin (Team Katusha Alpecin), Geraint Thomas e Michal Kwiatkowski (Team Sky). A estes juntam-se outros homens completos, capazes de bater-se por qualquer posição no top 10 de uma corrida com as caraterísticas da Volta ao Algarve: Tejay van Garderen (BMC Racing Team), Bob Jungels (Quick-Step Floors), Louis Meintjes e Serge Pauwels (Team Dimension Data), Simon Spilak (Team Katusha Alpecin), Sam Oomen (Team Sunweb), Bauke Mollema (Trek-Segafredo) e Daniel Martin (UAE Team Emirates).

As duas etapas com chegada previsível ao sprint deverão ser também momentos de grande espectáculo, porque os velocistas inscritos são de qualidade. É o caso, por exemplo, de Arnaud Démare (FDJ), Ben Swift (UAE Team Emirates), Carlos Barbero (Movistar Team), Dylan Groenewegen (Team LottoNL-Jumbo), Jens Debusschere (Lotto Soudal), John Degenkolb (Trek-Segafredo) e Jurgen Roelandts (BMC Racing Team).

Além dos homens que vão bater-se pela geral, o pelotão vai contar com nomes de monta para disputar a terceira etapa, o contrarrelógio individual de 20,3 quilómetros, em Lagoa: Ignatas Konovalovas (FDJ), Stefan Küng (BMC Racing Team), Vasil Kiryienka (Team Sky), Matthias Brändle e Ryan Mullen (Trek-Segafredo), Victor Campenaerts (Lotto Soudal) e Yves Lampaert (Quick-Step Floors).

A Volta ao Algarve continua a ser uma oportunidade privilegiada para ver ao vivo alguns dos portugueses que representam equipas estrangeiras e que poderão também envolver-se na discussão da geral e das etapas. Os emigrantes convocados em 2018 são Nelson Oliveira e Nuno Bico (Movistar Team), José Gonçalves e Tiago Machado (Team Katusha Alpecin), Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo), Joaquim Silva e Rafael Reis (Caja Rural-Seguros RGA).

O mediatismo crescente da Volta ao Algarve tem desafiado as equipas portuguesas a serem também protagonistas, pelo que se espera que uma preparação intensa de inverno possa render bons resultados aos nove coletivos lusos, que tentarão bater-se de igual para igual com as estrelas internacionais.

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: