MUNDO

Ciganos expulsos serão 950 até ao fim do mês

A França expulsou 635 ciganos desde o dia 28 e o número deve subir para “cerca de 950” até ao final do mês, afirmou hoje o ministro da Imigração francês, Eric Besson, em declarações à estação de rádio Europe 1.

Trata-se de um balanço mais elevado do que aquele que havia sido anunciado pelo governo francês quando começou a desmantelar os acampamentos ilegais de ciganos e a providenciar a sua repatriação, que tem sido vivamente criticada tanto dentro como fora de França.

Reagindo às críticas, Eric Besson voltou a dizer que nenhum país pode “dar lições” à França nesta matéria e que apenas está a aplicar legislação interna e europeia.

O ministro da Imigração fez estas declarações após participar num encontro convocado hoje à tarde pelo chefe do governo francês, François Fillon, que reuniu vários membros da sua equipa para “coordenar” as medidas postas em marcha relativamente ao povo cigano.

A reunião decorreu na véspera da visita a Paris de dois membros do governo romeno, que vão encontrar-se com Besson e com o ministro do Interior, Brice Hortefeux, para debater o assunto.

AL/JA

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste