Circular na Via do Infante é 15 cêntimos mais caro em 2019

A Infraestruturas de Portugal (IP) aumentou a partir de hoje, dia 1 de janeiro, as portagens em 22% da sua rede nacional, em valores que oscilam entre os 5 e os 25 cêntimos, informou a empresa em comunicado.

Entre as vias que terão alterações de preço estão a Via do Infante (A22), no Algarve, que irá custar mais 15 cêntimos, aumento igual ao que irá registar-se na A24.

As outras alterações acontecem na A25, da Concessão Beiras Litoral e Alta, com uma subida de 25 cêntimos na Classe 1, e a A29, com um aumento de 5 cêntimos. A A7 e a A11 sobem 5 e 10 cêntimos, respetivamente.

Na A28 a Classe 1 sobe 10 cêntimos e na A33 aumenta 5 cêntimos, o mesmo crescimento verificado na A8. Estes valores referem-se ao total da viagem na estrada em causa.

A Comissão de Utentes da Via do Infante já manifestou o seu desagrado e revolta por este aumento de 15 cêntimos no Algarve. “Mais uma vez, o governo – com o apoio do PS – está a enganar o Algarve. Prometeu descontos em 2019, mas afinal aumenta as taxas de portagem”, protesta a comissão de utentes, reiterando que “António Costa deve abolir as portagens, pois de 1 de janeiro a 21 de dezembro deste ano o Algarve já contabiliza mais um triste recorde de 10.399 acidentes de viação (grande parte na “rua urbana” 125), com 39 vítimas mortais (mais 10 do que no ano anterior) e 193 feridos graves (mais 5 do que no ano passado)”.

“Só com a abolição das portagens na Via do Infante será possível uma diminuição significativa da sinistralidade rodoviária no Algarve! O que terá de acontecer em 2019”, referem os utentes.

JA

Advertisements
Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste