ATUALIDADE MUNDO

Como seria hoje a explosão de uma bomba atómica?

.
.

Falta uma semana e meia para que se cumpra a visita do Presidente Barack Obama a Hiroshima – uma das duas cidades japonesas atingidas por bombas atómicas norte-americanas em agosto de 1945.

A este propósito, o novo site The Future of Life Institute desenvolveu uma aplicação interativa onde pode simular-se, com grande precisão, o impacto de uma bomba nuclear, bem como as consequências da sua detonação sobre a superfície terrestre.

Um mapa com uma lista de alvos nucleares dos EUA em 1956 (que deixaram de ser considerados secretos), onde constam 1100 locais na Europa de Leste, Rússia, China e Coreia do Norte, foi publicado recentemente pelos Arquivos de Segurança Nacional norte-americanos. Através destes poder-se-á ter uma ideia das consequências catastróficas de uma hipotética guerra nuclear entre Estados Unidos e Rússia, pode ler-se na página do Future of Life Institute.

Além dos locais apresentados, o mapa interativo Nukemap permite também ao utilizador colocar outras cidades como alvo de um ataque nuclear. Poderá eleger o seu bairro, uma infrastrutura, um país do outro lado do mundo.

Em seguida, poderá escolher uma bomba entre uma extensa lista de arsenal atómico – da “Davy Crockett”, a mais pequena bomba nuclear construída pelos EUA, à “Tsar Bomba”, a mais potente bomba concebida na ex-URSS – e detoná-la. A destruição causada à superfície é devastadora, a contabilização de mortos assustadora.

 

Link para mapa interativo: http://futureoflife.org/background/us-nuclear-targets/#nukemap

 

Cristina Pombo (Rede Expresso)

PUB
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste