Compras em grupo de energia elétrica dão descontos até 150€ por ano

A Associação das Agências de Energia e Ambiente (RNAE – rede nacional) e a Selectra, comparadora de tarifas de energia, lançaram hoje uma compra coletiva, para negociar melhores preços de luz e gás, face ao aumento que têm ocorrido.

A iniciativa está aberta a todos os consumidores com uma potência contratada até 15kW, sejam estas casas domésticas ou pequenos negócios e segundo a RNAE, o desconto poderá chegar mesmo aos 150€ por ano para quem contrate os serviços de eletricidade e gás.

“Embora a tendência do preço grossista de eletricidade esteja a ser de aumento, existem algumas maneiras de negociar o preço das faturas de energia e contornar as atualizações que as comercializadoras têm imposto aos seus clientes”, informaram as entidades, em comunicado, que, “atendendo ao descontentamento com os preços de eletricidade por parte dos consumidores, se uniram para lançar uma compra coletiva, de modo a negociarem melhores tarifas de luz, gás ou ambos”.

Segundo a mesma nota, todos os consumidores, quer sejam particulares ou pequenas e médias empresas, se podem inscrever na compra coletiva, acedendo à plataforma Selectra.

De seguida, mediante o número de inscritos, a RNAE e a Selectra iniciam o processo de negociação junto das comercializadoras de eletricidades e gás, elegem a proposta mais rentável e apresentam-na a todos os consumidores que se registaram na plataforma.

As entidades ressalvaram, porém, que não é feita qualquer troca automática de comercializador.

- Publicidade -

“Apenas será apresentada a tarifa vencedora, sendo que a escolha de mudar de serviços ou de permanecer com os que tem atualmente, é inteiramente do consumidor”, explicaram.

Segundo o co-fundador da Selectra Jaime Arbora, “as compras coletivas na Europa são uma grande ferramenta de poupança para os utilizadores”, com mais de 86.000 utilizadores registados na Selectra em Espanha e mais de 100.000 em França.

Quanto mais pessoas aderirem à compra coletiva, “melhor é a poupança que se consegue alcançar, uma vez que concede mais poder de negociação às empresas”, lê-se na mesma nota.

- Publicidade-spot_img

Deixe um comentário

- Publicidade-spot_imgspot_img

+ Populares

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -santos-populares-portimao

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste