OPINIÃO

Comunicando desportivamente: em tempo de pandemia, leiloar para uma boa causa

OPINIÃO | HUMBERTO GOMES
[mobileonly] [/mobileonly]

Neste novo (e mais difícil) tempo, gerada pela pandemia, despertou-nos a atenção a inciativa da tenista canadiana Eugenie Bouchard, de 26 anos, na atual 262.ª posição do ranking da WTA, quando já foi top 5 mundial.


Iniciativa que teve a ver com o leiloar de uma “benesse”, que consistia em passar um dia com ela, com direito à experiência quase completa: ver um encontro na sua box junto dos seus acompanhantes e ainda jantar com a antiga top 5 mundial.


Depois de ter iniciado nos 2.500 dólares, e após 37 licitações online, o leilão acabou por fechar em 85.000 dólares, verba destinada, de acordo com a ideia da promotora Genie Bouchard, a um hospital dos EUA, país que tem sofrido severamente com esta crise pandémica.


Como é bom assinalar, neste tempo de incertezas, receios e preocupações, o gesto da tenista canadiana, a constituir, enquanto contributo para uma boa causa no combate a um inimigo tão devastador quanto traiçoeiro.


Prova acabada, uma vez mais, de que a preparação por parte do atleta não pode ser física apenas, porque haverá que ser – como agora fica demonstrado – complexa, atendendo à complexidade que o Homem/Mulher é e em que vive!


E que tão bem se enquadra, na defesa e promoção de princípios e de valores, com verdadeiro sentido Ético, a atitude desta tenista de eleição!

Humberto Gomes

“Embaixador para a Ética no Desporto”

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste