Comunicando desportivamente: Que formidável exemplo de liderança

Que formidável exemplo de liderança, na via do sucesso!

Neste dealbar de um Novo Ano, que todos desejamos possa vir a contribuir para a expectável evolução da pandemia em endemia sazonal, a exemplo do que acontece com a gripe, quanto é gratificante evocarmos a personalidade, o percurso e o formidável ‘manobrar da batuta’ sobre a firme e assertiva condução de Sir Alex Ferguson, que, acima de tudo, tem sabido prestar atenção às tarefas e à relações humanas, conciliando o trabalho a realizar com a satisfação das pessoas – dos jogadores, na circunstância.


Sir Alex, com uma conduta exemplar de como, centralizando a comunicação e tomando as decisões sozinho, sempre se disponibilizou a explicá-las à equipa, quando necessário, para motivar os jogadores, dizendo de forma clara o que fazer, como fazer e quando fazer.


Originário da Escócia e chegado a Inglaterra e ao seu Manchester United em 1986, onde permaneceu quase 27 anos, até 2013, curiosamente, ou talvez não…, a coincidir com o último ano em que se sagraram campeões da Premier League.


Enquanto treinador mais titulado em todo o Mundo, registe-se que no seu impressionante palmarés, Alex Ferguson arrecadou 49 títulos, sendo que 11 no seu país de origem e 38, ao serviço do Manchester United, de que se destaca, para além dos campeonatos internos, os alcançados em provas europeias, como a Taça das Taças, as Taças Europeias, as Supertaças Europeias, as Ligas dos Campeões e ainda a Taça Intercontinental e o Mundial de Clubes.


Considerado um fantástico gestor de recursos humanos, sabendo, como poucos, moldar o ego dos seus jogadores em prol dos objetivos da equipa, constituiu-se, reconhecidamente, como um educador por excelência.


Talvez que, por via disso, tivesse ‘baloiçado’ entre ser:

‘Um paizão…’


Que o digam, primeiro Cristiano Ronaldo, que agora aceitou voltar ao United: “Ele é um mestre. Para mim, no que toca ao futebol, é como um pai. Ajudou-me muito, ensinou-me imensas coisas. É uma pessoa inacreditável, gosto mesmo muito dele”, assim o descreve CR7.


Com uma visão não muito diferente, Nani, expressa-se assim: “Vejo-o como um pai. Num minuto está zangado e aos berros, no minuto seguinte está a passar-te a mão pela cabeça e a dizer ‘vamos lá, filho'”. Não sem que, com memória viva,: “Quando cheguei ao United cheguei a ter medo dele (risos…)”.


E, na outra face da mesma moeda, ser um:

‘Pai tirano…’


Sir Alex, apelidado de ‘hair dryers’ (secador de cabelo), porque, vezes quantas, o vento que saía da sua boca… secava o cabelo. Assim o descreve Rooney: “Ele chega, caminha em tua direção e fica quase colado à tua cara. E grita! Parece que estás à frente de um secador gigante, é horrível”, não deixando, ainda que com cabelo mais ou menos seco…, de também o considerar um verdadeiro mestre.


Por sua vez David Beckman, recorda, do treinador com um coração tão grande…quanto o mau génio: “Não me esqueço que um dia me obrigou a rapar o cabelo (tinha feito uma crista) minutos antes da Supertaça de 2000”, assim como no dia em que levou com uma garrafa pontapeada por um furioso Sir Alex, tendo ficado… com o sobrolho aberto.


Com esta proeminente afirmação do que é ser um (formidável) líder, com sucesso(!), valeu-lhe a honraria de ter sido Ordenado Cavaleiro da Rainha, em 1999, distinção que lhe foi atribuída por Isabel II devido aos serviços prestados ao futebol.


Sir Alex Ferguson, que, no último dia de 2021, completou a bonita idade de 80 anos, e onde não terão certamente faltado mensagens de parabéns, felicitações e apreço por esta figura mítica do futebol mundial, que por tudo – e foi muito! – o que tem vindo a protagonizar se constituiu num verdadeiro ídolo, porque tem ensinado, sendo!

Humberto Gomes
*“Embaixador para a Ética no Desporto”

Deixe um comentário

Relacionadas

+ Exclusivos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

JA_NEWSLETTER

JORNALISMO DE CAUSAS AO SERVIÇO DA REGIÃO.SIGA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Tamanho da Fonte
Contraste