Continua a “guerra” entre associações algarvias e IKEA

O espaço comercial IKEA está projetado para uma zona junto ao nó Loulé Sul da Via do Infante

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé considerou ilegítima a providência cautelar apresentada por quatro associações empresariais algarvias para travar o espaço comercial que a IKEA pretende construir junto ao nó Loulé/Sul (acesso aeroporto de Faro) da Via do Infante.

Entretanto, os promotores da ação, Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), Associação dos Jovens Empresários (ANJE/Algarve), Associação dos Comerciantes da Região do Algarve (ACRAL) e Associação dos Empresários de Quarteira e Vilamoura, bem como alguns particulares, já avançaram com um recurso junto do Tribunal da Relação.

Alegam que a decisão do Tribunal Administrativo é “inconstitucional” e sublinham que a opção de localização do projeto se encontra em “terrenos de infiltração máxima, que escorrem para os aquíferos subterrâneos da bacia hidrográfica que alimenta a Ria Formosa e confinantes com o principal corredor ecológico que liga a Serra, Barrocal ao litoral”.

O grupo IKEA, que se dedica ao ramo do mobiliário e decoração, já garantiu que avançará com processos judiciais contra as entidades e os particulares, devido aos danos causados pelos atrasos. O espaço comercial deveria abrir em 2014, mas a abertura foi adiada para 2015…

…(mais desenvolvimento na edição impressa do Jornal do Algarve que está nas bancas desde quinta-feira, 6 de março)

Deixe um comentário

- Publicidade-PUB aguas do algarve

Leia Também

+ Populares

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

- Publicidade -PUB tavira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste