ALGARVE COVID-19

COVID-19: AMAL garante serviços mínimos de autocarros

[mobileonly] [/mobileonly]

A Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) vai assegurar o cumprimento dos serviços mínimos de transporte público rodoviário de passageiros, nas condições que sejam necessárias e adequadas à oferta e à procura, anunciou a entidade.

Os operadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros do Algarve, EVA Transportes e Frota Azul, decidiram reduzir os quilómetros diários, devido à redução do número de utilizadores deste serviço e à pandemia de COVID-19.  

Estes operadores são também responsáveis pela exploração de serviços intermunicipais e municipais, com autorização da Autoridade de Transportes, delegada pelos municípios da AMAL.

Devido às dificuldades e à redução de receita, a EVA Transportes e a Frota Azul procederam ao regime de lay-off de 50% dos seus funcionários desde o início deste mês.

Além disso, uma vez que a receita atual não cobre as despesas, ponderam a paragem total das suas operações, caso não existam compensações financeiras.

Sendo que o transporte de passageiros é um serviço público essencial, a AMAL decidiu transferir a liquidez resultante da não utilização das verbas municipais afetas aos transportes escolares, atualmente suspensos, de cada município para a AMAL. 

Esta é a forma de pagamento das compensações exigidas e de assegurar os serviços mínimos de transporte público rodoviário de passageiros.

A AMAL considera fundamental manter os serviços mínimos de transporte que assegurem a mobilidade dos cidadãos.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste