ALGARVE COVID-19

COVID-19: Escola de Hotelaria de Faro oferece 14 quartos para profissionais de saúde

A Escola de Hotelaria e Turismo de Faro vai disponibilizar, “a custo zero e de imediato”, 14 quartos para a nova plataforma de alojamento para profissionais de saúde, devido ao surto de covid-19, de acordo com um comunicado hoje divulgado pelo Turismo de Portugal.

O organismo disponibiliza ainda o alojamento disponível nas suas Escolas de Turismo de Setúbal (23 quartos) e Lamego (7 quartos) para essa mesma utilização”, sendo que a disponibilidade destes alojamentos pode ser consultada em https://www.roomsagainstcovid.com.

A medida insere-se no reforço e adaptação de algumas medidas de apoio ao setor, incluindo a colaboração numa plataforma de alojamento para profissionais de saúde, devido ao surto de covid-19, de acordo com um comunicado hoje divulgado.

O organismo recorda “o movimento Turismo#PorTodos”, que “inclui medidas para apoiar os agentes do setor, ajudar os turistas e contribuir para o bem-estar dos residentes no país, através do reforço das equipas de apoio às empresas, da comunicação dedicada ao turista nas plataformas VisitPortugal”, bem como “o apoio a uma plataforma de procura de alojamento para profissionais de saúde”.

O organismo promete ainda o “reforço sistematizado e semanal da informação dos 25 mercados onde existem equipas do Turismo de Portugal”, nomeadamente Espanha, França, Itália, Reino Unido, Alemanha, Irlanda, Finlândia, Suécia, Dinamarca, Noruega, Suíça, Áustria, Luxemburgo, Bélgica, Países Baixos, Rússia, Polónia, República Checa, Canadá, EUA, Brasil, Índia, China, Coreia do Sul e Japão.

Esta informação inclui um “resumo sobre situação sanitária e económica bem como dinâmica turística de cada mercado”.

Além disso, o Turismo de Portugal destaca o VisitPortugal que abrange “um portal em 10 idiomas e as páginas nas redes sociais” e que o organismo diz estar “a ser adaptado para prestar um serviço relevante aos turistas, neste momento tão difícil e imprevisível”.

A entidade revelou ainda que “está a colaborar com a #Tech4COVID19, um movimento com mais de duas mil pessoas, entre engenheiros, ‘designers’, ‘marketeers’, profissionais de saúde e profissionais de outras áreas, no projeto desenvolvido para angariação de alojamento”, incluindo hotéis e alojamento local, “para utilização por profissionais de saúde que não possam ou queiram regressar a casa por receio de contágio à família”.

Neste âmbito, em conjunto com associações do setor ALEP (Associação do Alojamento Local em Portugal), AHRESP (Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal) e AHP (Associação da Hotelaria de Portugal), “o Turismo de Portugal promoverá a plataforma junto de unidades que queiram participar desta iniciativa”, adiantou o organismo.

Tamanho da Fonte
Contraste