CRÓNICA DE FARO: “Casa Santa Isabel”

Iniciam-se hoje, dia consagrado pela Igreja Católica à Rainha Santa, as comemorações do 1.º centenário dessa benemérita instituição de solidariedade sediada em Faro, que é a Casa de Santa Isabel. Foi a mesma oficial e solenemente inaugurada a 30 de Março de 1919, num período conturbado da vida portuguesa, com gravíssimos problemas sociais, devido ao surto de pneumónica que gravasse entre nós e provocou milhares largos de mortos e da 1.ª Guerra Mundial, que durante 4 anos assolou a Terra, deixando um rasto de miséria, luto e tragédia. Muitas foram as crianças que, tal como em toda a Lusitana Grei, em Faro, ficaram órfãs e enfrentando as maiores dificuldades e os mais acendrados perigos, num evidente abandono e de tudo carecendo.

Foi então que o notável Bispo D. António Barbosa Leão, que durante algum tempo fora obrigado a deixar a diocese, constituiu a Comissão «para tratar da criação de um asilo», constituída por «senhoras da caridade», entre as quais D. Laura de Bivar Weinholtz, D. Ana de Bivar Cúmano, D. Maria Francisca Inglês e D. Maria Silveira Sant,Ana. Instalaram o referido Asilo de Santa Isabel, primitiva designação em dependências cedidas pela Ordem Terceira de São Francisco, mais tarde doaria também o terreno para a sede definitiva e onde ainda hoje funciona nos terrenos do antigo cemitério dos irmãos francisca-nos. Gerou-se um amplo movimento de apoio, no qual se inclui um subsídio de oitocentos escudos do malogrado Presidente – Rei Sidónio Pais.

De então para cá sucessivas gerações de crianças e jovens têm encontrado um lar e uma família nesta Obra que, a partir dos anos oitenta do século passado, alargou as suas valências, para além do internamento, muitas vezes até ao casamento, ao in-fantário e ao ensino pré – primário, prosseguindo do maior valor social e moral.
No princípio destas comemorações, de marcante estigma farense, queremos testemunhar o apreço pelos muitos homens bons que têm dirigido a Casa de Santa Isabel, cumprimentando na pessoa do presidente da direção, Jacinto Mascarenhas, a plêiade de empenhadas dedicações desses seus dirigentes!

João Leal

pub

 

 

 

pub

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste