CRÓNICA DE FARO: Faro, capital motard da Europa

Começa hoje, quinta-feira, 19 de Julho, a 37ª edição da “Concentração Internacional de Motas” que durante 4 dias e até Domingo, o já instituído Dia Maior do Adeus, tornará a capital sulina na capital dos briosos “motards” europeus e não só. Isso porque a participar no mundialmente famoso encontro que se desenvolve no verdejante e acolhedor Pontal, entre a cidade e a praia, vêm também amantes das motas de outras partes do Mundo (América, África), etc.
A valiosa e ultra bem organizada iniciativa desse dinâmico clube, que é o Moto Clube de Faro, da presidência de um dos maiores servidores do concelho que nós conhecemos, o mediático José Amaro, é, sem dúvida e sem menosprezar outros grandes eventos (Festival Internacional de Folclore, Festival F, Festival Internacional de Música do Algarve, etc…) aquele que mais visitantes atrai à Cidade de Santa Maria. Já ultrapassaram os 30 mil e as vicissitudes económicas e outras, reduziram para além dos dois dígitos de milhares os que fazem da moto o “seu amor” e não perdem este evento.
A “Cidade da Moto”, que durante quatro dias e três noites é a casa comum dos motociclistas, dando ensejo a manifestações de convívio, de recreio e de encontro, tem fomentado relações de amizade, que são geradores de uma cadeia universal, com histórias de permeio que dariam dezenas de volumes de livros compiladores.
Desde há dias que Faro é diferente, nesta metamorfose de vida e de alegria, de barulho é certo, mas também daquele abraço que nós, não praticantes da modalidade mas amantes da cidade, o comungamos. E essa comunhão tem uma expressão bem significativa e bem maior na manhã de Domingo, dia 22, quando o grande desfile une os “motards” e a cidade, no fraterno e solidário:
“Adeus, até para o ano!”.

João Leal

Advertisements

pub

 

Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste