OPINIÃO

Crónica de Faro: Um gesto de serviço

OPINIÃO | JOÃO LEAL
[mobileonly] [/mobileonly]

Em Julho inicia-se um novo ano rotário e com ele a transmissão de tarefas nos vários clubes e governadorias dos distritos.

Assim o aconteceu, também em Faro, naquele que é o decano dos clubes algarvios, instituído em 16 de Fevereiro de 1961 e, em grande parte pela acção constituitiva do companheiro Benigno Cruz. Volvidos mais de 59 anos o Rotary Clube de Faro (RCF) prossegue com uma invulgar dinâmica e a plena vivência das múltiplas avenidas que o movimento instituído em Chicago (1904) pelo advogado Paul Harris comporta.

É sob esta perspectiva que hemos de considerar a cerimónia de transmissão de tarefas que decorreu nos claustros do Convento das Freiras, no coração da «Vila-a-Dentro», com a presença do Presidente do Município, Dr. Rogério Bacalhau e do assistente do Governador do Distrito 1960, Silvério Guerreiro (RC Loulé).

A sessão foi conduzida, com a sua peculiar arte, por Joaquim Teixeira, que deu a palavra ao Dr. Marco Lopes (Director dos Museus Municipais de Faro («esta é uma casa de todos os farenses e de todos os algarvios» e referiu as grandes realizações museológicas). Após a saudação às bandeiras, falou a presidente cessante, D. Isabel Gonçalves, que fez um balanço ao seu mandato e afirmou: «Aprendi a fazer parte de um movimento que não pára, dando de nós sem pensar em nós». Seguiu-se a leitura do poema «Companheiro», de sua autoria «cada um de nós é um pequeno barco que sulca o rio, o grande rio, que é Rotary». Houve depois a permuta dos símbolos presidenciais (colar, emblema, etc.), assumindo funções o novo presidente, o Eng. Bruno Lage e o seu Comité Director, de que fazem parte: Prof. D. Helena Louro (secretária), D. Isabel Gonçalves (tesoureira), Dr. José Sosa (Quadro Social), Fernando Vilanova (Fundação Rotária Portuguesa) e Dra. Cláudia Luz (Protocolo).

O novo presidente, que também preside à União das Freguesias de Faro (Sé/São Pedro) afirmou que «é uma honra ser de Faro», destacou a dedicação dos rotários Brito Figueira, Eng. Tito Olívio e Eulálio Cabrita na sobrevivência do quase sexagenário RCF e afirmou «Portugal e o Mundo precisam de nós. Falaram ainda Brito Figueira (apontando o a dedicação e empenho dos presidentes cessante e entrante) e Silvério Guerreiro («que o mandato seja vivido numa perspectiva geracional»), encerrando o Presidente do Município e ex-past Presidente Dr. Rogério Bacalhau, que recordou a figura saudosa do rotário Dr. Francisco Palaré, «a quem Faro muito ficou devendo…».


De manhã decorrera no Serviço de Pediatria do CHUA (Centro Hospitalar Universitário do Algarve) a entrega de um SIM (simulador pedriático), com um custo de 25 mil euros e de grande prestabilidade para aquela unidade, oferta dos rotários algarvios, por iniciativa doRCF e com a colaboração dos Clubes de Almancil/Internacional, Albufeira, Tavira, Lagoa Internacional, Lagos, Olhão, Portimão, Estoi Palace Internacional, da Fundação Rotária Portuguesa, da Rotary Foundation, da Câmara Municipal de Faro, União das Freguesias de Faro e da Conceição/Estoi e da Junta de Freguesia do Montenegro, bem como de vários rotários. Assistiu ao acto a Governadora Cessante do Distrito 1960, Dra. Maria Duarte («nós os rotários somos pessoas de acção»).

João Leal

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: