David Blanco quer “fazer história” na Volta a Portugal

David Blanco (Palmeiras Resort/Tavira) já venceu três Voltas e procura agora a quarta

O espanhol David Blanco (Palmeiras Resort-Tavira), vencedor de três edições da Volta a Portugal em bicicleta, está empenhado em “fazer história”, mas reconhece que “é difícil” igualar o recorde de vitórias.

“Alcançar o recorde de vitórias do Marco Chagas (quatro) motiva-me. Mas ganhar uma Volta é complicado e fazer história é mais difícil. Quando comecei a andar de bicicleta nunca pensei que podia chegar a conseguir estas conquistas e agora aqui estou”, afirmou o galego, na véspera do arranque da prova, em Viseu.

Vencedor em 2006, 2008 e 2009, o ano passado por desclassificação de Nuno Ribeiro (doping), Blanco assume que não pode encarar a prova de outra forma: “Se não pensasse assim mais valia não ter vindo”.

Com boas sensações, o espanhol, de 35 anos, não se assume, todavia, como principal favorito, porque não sabe como estão os outros, por isso, prefere “ver como passam os dias” e escusa-se a apontar os seus rivais. “Todos podemos vencer”, sublinhou.

Ao contrário, o seu compatriota David Berbabéu (Barbot-Siper) afirma, “sem dúvida, que David Blanco é o grande favorito para a vitória final”, embora chegue a aqui com “muita ilusão”.

“Esta é a altura do ano mais importante para nós e temos que viver com muita ilusão e muita força. Durante o ano estivemos muito bem e aqui vamos ver o que acontece”, declarou o vencedor da Volta de 2004 e segundo do ano passado.

Com a ambição de “vencer” e “indicadores ótimos”, como o triunfo no GP Torres Vedras, Cândido Barbosa, de 35 anos, acredita que pode “estar na discussão final e chegar a Lisboa de amarelo”, mas reconhece que David Blanco, seu companheiro de equipa, “é o grande favorito, é o homem mais forte”.

PRÓLOGO SELECIONA HOJE PRIMEIRO CAMISOLA AMARELA
O prólogo da Volta a Portugal em bicicleta vai dar hoje a conhecer o primeiro líder da corrida, depois de os 141 corredores inscritos completarem os 5,5 quilómetros do contrarrelógio individual, em Viseu.

O espanhol David Blanco (Palmeiras Resort-Tavira), vencedor em 2006, 2008 e 2009, é o último a ir para a estrada, às 17:15, e passados sensivelmente seis minutos, tempo estimado para se cumprir o percurso, já se saberá quem é o primeiro camisola amarela da 72.ª edição, que termina a 15 de agosto, em Lisboa.

Advertisements
Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste