DECO recebe milhares de queixas a reivindicar melhores transportes públicos

A falta de ligações e o preço das tarifas dos transportes públicos afetam a vida de milhares de algarvios e turistas

Na Semana Europeia da Mobilidade, a associação de defesa do consumidor DECO volta a alertar para as deficiências do serviço de transportes públicos no Algarve.

Nesse sentido, a associação lançou a campanha “Estes transportes não nos servem – faça greve ao seu carro!”, no passado dia 30 de junho, com o objetivo de “compreender as causas do declínio da utilização dos transportes públicos coletivos e mobilizar os utentes a defender os seus interesses no setor”.

Segundo os responsáveis do núcleo regional da DECO, “a ação tem sido bem acolhida pela população em geral”, assim como pelos diversos organismos regionais, nomeadamente a Região de Turismo do Algarve e AMAL, que aceitaram o desafio da DECO de viajar nos transportes públicos coletivos disponíveis entre Faro e o aeroporto, e entre Tôr e Loulé.

“A mobilidade e a rede de transportes públicos coletivos são uma prioridade da DECO”, sustenta a associação, que disponibiliza desde março de 2016 a plataforma www.queixasdostransportes.pt, no qual os utentes podem reclamar sobre os transportes públicos.

“3.300 utentes reclamaram dos serviços prestados pelos transportes públicos, sobretudo da diminuição e/ou supressão das linhas ou carreiras, dos atrasos e das condições de higiene e conforto dos equipamentos. Relativamente à região do Algarve, as reclamações referem-se, maioritariamente, aos transportes rodoviário e ferroviário”, indica a DECO.

Na semana europeia da mobilidade que agora se comemora, a DECO Algarve reivindica para a região “uma estratégia de integração e concertação entre os diversos modos de transporte, que promova uma efetiva diminuição das assimetrias regionais e que, em simultâneo, permita o desenvolvimento de uma rede de mobilidade inclusiva, nomeadamente turística”.

Em ano de eleições autárquicas, a DECO Algarve apela, também, aos partidos e movimentos de cidadãos que tenham em consideração a importância de uma rede de transportes mais funcional, inclusiva e promotora do desenvolvimento regional.

NC|JA

pub

 

 

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste