ATUALIDADE PAÍS

Dois jovens morrem intoxicados por inalação de monóxido de carbono

.
.

Uma festa de amigos numa moradia desabitada na freguesia de Buarcos, Figueira da Foz, terminou este domingo em tragédia. Um casal morreu intoxicado por monóxido de carbono.

Tudo indica que o gás tóxico resultou do funcionamento de um gerador num barracão nas traseiras da casa, na Rua Dr. Duarte Silva. Levado pelo próprio grupo – eram cerca de 25 pessoas -, servia para assegurar o fornecimento de luz, já que na residência não há eletricidade. “A casa está desabitada há algum tempo, o proprietário vive em Lisboa e garante que não tinha conhecimento”, esclarece ao Expresso o subcomissário Ferreira da PSP da Figueira da Foz.

A ocupação da moradia, que tem um primeiro andar, restringia-se à cave. O acesso foi dado por “um amigo de um amigo que já tinha residido naquela casa, ficou sempre com uma cópia da chave da cave e cedeu-a”, explica, sem contudo, conseguir esclarecer se a pessoa que deu o acesso também ali pernoitou. Os jovens asseguram que “tentaram entrar em contacto com o proprietário”, mas este diz que nada sabia.

A festa reuniu amigos da Figueira da Foz, Coimbra e Lisboa, de acordo com a PSP, mas acabou mal para uma rapariga de 19 anos e um rapaz de 25 anos, quando decidiram afastar-se para o barracão de arrumos – onde estava o gerador -, “para ficar a sós”. Acabaram por não resistir à inalação do monóxido de carbono.

Os Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz receberam o alerta às 7h20 do Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do INEM e enviaram duas ambulâncias e quatro elementos, segundo o comandante João Moreira. Dentro da casa estavam outros jovens, assegurava ao Expresso ao início da tarde.

A equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação do INEM confirmou o óbito no local e as vítimas foram transportadas Instituto Nacional de Medicina Legal da Figueira da Foz.

RE

PUB
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste